Carrapaticida mata dezenas de bovinos no sul

Carrapaticida mata dezenas de bovinos no sul

PARTILHAR
mortes-por-carrapaticida-em-bage-rs
Foto: Reprodução / Youtube

Dose exagerada de medicamento para carrapatos pode ter acometido a morte de mais de 100 animais na cidade de Bagé, Rio Grande do Sul.

O produtor terá um prejuízo de aproximadamente R$ 100 mil, com a morte de pelo menos algumas dezenas de cabeças de gado, em consequência de uma dose exagerada de carrapaticida no interior do estado do Rio Grande do Sul. A seca tem castigado várias cidades do estado e provocado prejuízos nas lavouras.

Contra indicações de uso

“Os carrapaticidas devem ser ministrados através da pulverização em banhos ou da aplicação de pour-on. O banho nunca deve ser realizado em horas de sol forte e em dias de chuva ou com os animais cansados”. Esse é o texto que é encontrado nas precauções de qualquer carrapaticida.

Banho por imersão

No Rio Grande do Sul a técnica de banho por imersão ajuda a cobrir de forma homogênea todas as partes do corpo e é bastante utilizada nas propriedades rurais do estado, esse processo é amplamente usada pois os rebanhos em sua maioria são de raças taurinas (Hereford, Braford, Angus, Simental, Brangus, etc.) que tem baixa imunidade ao carrapato.

Nunca faça a aplicação de carrapaticidas nas horas mais quentes do dia

Vídeo retirado das redes sociais

Outros casos 

Dose exagerada de carrapaticida mata 51 bois

No Paraná, 51 cabeças de gado morreram em poucas horas após a aplicação de um carrapaticida. Uma superdosagem da substância teria sido o motivo das perdas do produtor Rinaldo José Cestari. O médico veterinário e gerente técnico de bovinos e equinos da Zoetis, Elio Moro, explica as dosagens e dá dicas de como aplicar os medicamentos e outros produtos “pour-on”.

Esse caso foi relatado pelo Canal Rural

Homens são presos falsificando sal mineral

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.