Cavalo é apreendido por puxar carroça

Cavalo é apreendido por puxar carroça

PARTILHAR
cavalo é preso por puxar carroça
Foto Divulgação.

Qual a sua opinião sobre o assunto? Banir o sustento de muitos, porque alguns fazem maus-tratos aos animais, é correto? Veja o fato!

Ontem, navegando pela internet, me deparei com essa notícia e me vieram dois pensamentos que gostaria de compartilhar. Primeiro é o de repúdio para a situação em questão. Já que o rapaz irá perder o seu “ganha-pão” por causa de uma lei que foi mal elaborada e aprovada por uma classe que desconhece do assunto.

O segundo sentimento, e esse aqui é mais sensacionalista, é o de indignação para com quem, em algum momento, comete maus-tratos com os animais. Sou extremamente contra isso. Mas não vejo o problema de um animal de tração (o cavalo), ser usado para puxar carroça e muito menos de poder circular em ruas da cidade.

Se o dono do animal o mantém bem tratado, com horas de trabalho e de descanso, alimentação e outros cuidados, qual o problema do ser humano poder trabalhar?

Veja os fatos e tire você a suas conclusões:

Um cavalo, que estava sendo usado para puxar uma carroça, foi apreendido nesta terça-feira (11), no bairro Boqueirão, em Curitiba, por fiscais da Rede de Proteção Animal e agentes da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA), da Polícia Civil. Os veículos de tração animal são proibidos na capital paranaense desde 2015 e o homem que conduzia a carroça foi parado, autuado, e teve o animal apreendido.

O cavalo foi levado ao Centro de Referência para Animais em Situação de Risco (Crar), onde vai passar por avaliação veterinária, microchipagem e alojamento até que possa ser encaminhado para adoção responsável. A apreensão é definitiva e as multas por maus-tratos e tração passam de R$ 2 mil.

Lei

A Lei 14.741/2015, regulamentada pelo Decreto 80/2018, proíbe o uso de veículos de tração animal em Curitiba. Há placas nas entradas da cidade informando sobre a proibição, já que a prática é utilizada ainda em alguns lugares da Região Metropolitana.

Como adotar

Desde 2017, já foram feitas 55 apreensões de equinos por maus-tratos ou em situação irregular quanto à lei que proíbe a tração animal em Curitiba.

Interessados em adotar esses animais de grande porte, obrigatoriamente para manutenção fora do Município de Curitiba e com a comprovação de cadastro de imóvel rural junto à Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar), podem enviar e-mail para protecaoanimal@smma.curitiba.pr.gov.br.

Compre Rural com Colaboração Prefeitura de Curitiba

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com