Obrigado por se cadastrar nas Push Notifications!

Quais os assuntos do seu interesse?

Ciclone provoca transtornos no Sul e temporais no Sudeste

Além dos ventos fortes, pancadas de chuva também se espalham pelas regiões brasileiras, com volumes expressivos e potenciais para transtornos significativos; confira a previsão para a sua região

Nesta sexta-feira (03), o ciclone subtropical que se formou no oceano Atlântico continua causando transtornos no Sul do Brasil, de acordo com a previsão. A região enfrenta a ameaça de vendavais com rajadas de vento atingindo até 90 km/h, principalmente entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Além dos ventos fortes, pancadas de chuva também se espalham pela região, com volumes expressivos e potenciais para transtornos significativos. Pode chover de 100 a 200 milímetros entre Santa Catarina e o Paraná. Trovoadas, raios e até a queda de granizo também são riscos que podem marcar o final da semana na região.

No Sudeste, temporais devem atingir São Paulo e Minas Gerais, com o maior volume de chuva previsto para o sul de São Paulo. Há preocupações com transtornos como erosão do solo e alagamentos.

A frente fria avançou de forma continental pelo Centro-Oeste nesta sexta-feira, gerando pancadas de chuva em toda a região. Embora sejam rápidos e intercalados com períodos de melhoria, volumes mais expressivos podem ser registrados no sul de Mato Grosso do Sul e no nordeste de Goiás. Ventos, raios e até uma eventual queda de granizo podem ocorrer em toda a região devido à combinação entre calor e umidade.

No Nordeste, a semana termina com novidades devido à possibilidade de chuvas com o avanço de instabilidades. Pancadas com volumes em torno de 20 milímetros podem ser registradas em grande parte da Bahia, no sul do Piauí e também no sul do Maranhão. Nos demais estados da região, a condição de chuva ainda é reduzida.

Na Região Norte, as pancadas de chuva continuam, mesmo que sejam rápidas. Volumes expressivos, em torno de 30 milímetros, são esperados entre o Acre e o sudoeste do Amazonas, e até mesmo em pontos no sul do Pará e no Tocantins.

Escrito por Compre Rural.

VEJA TAMBÉM:

ℹ️ Conteúdo publicado pela estagiária Juliana Freire sob a supervisão do editor-chefe Thiago Pereira

Quer ficar por dentro do agronegócio brasileiro e receber as principais notícias do setor em primeira mão? Para isso é só entrar em nosso grupo do WhatsApp (clique aqui) ou Telegram (clique aqui). Você também pode assinar nosso feed pelo Google Notícias

Não é permitida a cópia integral do conteúdo acima. A reprodução parcial é autorizada apenas na forma de citação e com link para o conteúdo na íntegra. Plágio é crime de acordo com a Lei 9610/98.

Siga o Compre Rural no Google News e acompanhe nossos destaques.
LEIA TAMBÉM