Colheita de soja no Brasil avança para 9% da área

Colheita de soja no Brasil avança para 9% da área

PARTILHAR

“Mesmo assim, um colheita ainda não alcança nem a metade dos 20% da média de cinco anos”, disse a AgRural em nota. Veja os dados abaixo!

A colheita da safra 2020/21 de soja do Brasil avançou “relativamente bem” na semana passada, disse a consultoria AgRural nesta segunda-feira, estimando que 9% da área no país estava colhida até a última quinta-feira.

Em uma semana, houve um aumento de cinco pontos percentuais na colheita, mas ela segue bem atrasada antes de uma safra anterior e a média histórica para o período.

“Mesmo assim, um colheita ainda não alcança nem a metade dos 20% da média de cinco anos”, disse a AgRural em nota.

O ritmo é puxado por Mato Grosso, onde os produtores aceleraram os trabalhos na semana passada, amparados pelo tempo mais seco e apressados ​​pela previsão de grandes volumes de chuva para a segunda quinzena de fevereiro, apontou a consultoria.

“O avanço só não foi maior porque, devido ao atraso no plantio e ao longo do ciclo das lavouras, áreas já estavam prontas para as colheitadeiras –cenário que se repete em vários Estados, incluindo Paraná, Goiás e Mato Grosso do Sul” , disse.

Segundo a AgRural, uma expectativa para a segunda quinzena de fevereiro é de que a colheita ganhe impulso – “desde que, claro, as chuvas fortes”.

O Brasil terminou janeiro com um percentual de ínfimo de colheita, após um atraso inicial no plantio e chuvas recentes, o que preocupa aqueles com programação de embarques. Mas grandes volumes são esperados para fevereiro.

Em janeiro, a AgRural estimou a produção de soja na safra 2020/21 do Brasil em recorde de 131,7 milhões de toneladas.

Com a colheita da soja ainda sem engrenar, o plantio da segunda safra de milho de milho também segue mais lento do que o normal.

Até quinta-feira, 11% da área prevista para o centro-sul do Brasil estava semeada, contra 31% na média de cinco anos.

Fonte: Reuters

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com