Conheça Camila Telles, a defensora do Agronegócio

Conheça Camila Telles, a defensora do Agronegócio

PARTILHAR
Foto: Reprodução / Redes sociais

Youtuber combate fake news que famosos propagam abertamente na TV brasileira, Camila rebate celebridades com fatos e dados técnicos; entenda a polêmica.

A assessora de comunicação da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) Camila Telles viralizou nas redes sociais com um vídeo em que rebate falas de celebridades sobre a produção agropecuária. Reunidos no programa do apresentador Fábio Porchat, os comentaristas — nenhum agrônomo ou zootecnista — fazem uma série de acusações contra o setor.

Porchat, por exemplo, acusa o “peido do boi” de prejudicar a camada de ozônio. “Ele quer falar sobre a emissão de metano pela atividade pecuária. Aqui no Brasil, a maior parte da atividade é extensiva, ou seja, o gado é criado a pasto, que absorve o metano. Tem dados da Embrapa sobre isso”, afirma a Camila.

Na sequência, o apresentador diz que áreas próximas a rios não têm vida por estarem cobertas de fezes. Quanto a isso, a youtuber lembra que 55% do esgoto coletado na cidade é jogado na natureza enquanto que o esterco produzido na pecuária a pasto é fixado do solo e dá origem a novas pastagens. “No confinamento, existe todo o licenciamento ambiental que obriga o produtor rural a manejar de forma correta os dejetos”, completa.

A chef de cozinha e nutricionista Bela Gil, que participa da discussão junto a Porchat, dispara contra a produção de soja: ela afirma que as plantas têm raízes mais “rasas”, o que não deixaria a água chegar aos lençóis freáticos e aquíferos. Segundo Camila, o campo é o principal responsável pela recarga hídrica, já que a cidade é impermeabilizada pelo concreto e asfalto.

Camila também destaca que a água é manejada com muito critério pelos produtores rurais, porque é estritamente necessária para a produção de alimentos. “Ela [Bela Gil] não sabe que um dos pilares da agricultura baixo carbono é o plantio direto, que permite maior eficiência na absorção de água, o que não acontece com as árvores nativas”, diz a youtuber.

A chef de cozinha conta aos participantes do programa que passa por lavouras de soja que são “desertos verdes”. Camila Telles rebate dizendo que talvez a artista deva não só passar, mas entrar nas propriedades, para ver que as fazendas contam com áreas de Reserva Legal e de Preservação Permanente (APP).

Em determinado ponto da conversa, os comentaristas defendem que o modelo atual do agronegócio — que, segundo eles, concentra muito nas mãos de poucos — precisa mudar. A assessora da CNA responde com um dado: 80% das propriedades rurais dos Brasil são de pequenos produtores que cultivam seu próprio alimento. “Eles não dizem como deve mudar, mas, na minha visão, parece que querem pegar esses agricultores e jogá-los na cidade”, diz Camila.

Adaptado de Canal Rural

Confira o vídeo desmentindo inverdades sobre o agronegócio, por Camila Telles

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.