Creep feeding: realmente é importante a sua implantação?

Creep feeding: realmente é importante a sua implantação?

PARTILHAR

Utilização do Creep Feeding tem sido utilizado em uma escala crescente pelas propriedades. Entretanto ainda surge uma dúvida quanto a sua utilização

Uma pergunta que foi recebida pelo Zadra: “Compensa dar ração para meus bezerros antes da desmama montando creep feeding? Quais os modelos e dicas para ter sucesso com esse sistema ?” José Claudio de Souza Júnior – Jussara (GO)

Ele que é especialista em cruzamentos e nutrição de ruminantes, respondeu a pergunta do José. Entretanto cabe a todos nós esse aprendizado quanto a utilização desse sistema que é tão importante para o lucro do pecuarista.

Resposta

Olá, Zé Claudio. De acordo com trabalhos de pesquisa na área de nutrição de bovinos, a conversão alimentar até a desmama é em torno de 2,5 kg de consumo de matéria seca (MS) por kg de ganho (2,5/1). Depois da desmama, essa conversão alimentar piora para 6/1, chegando a 8,5/1 para machos depois dos 14 meses.

Portanto, caso tenha mão de obra responsável para levar a ração diariamente para os creep feedings (comumente chamado de creep), não havendo falta, você obterá um acréscimo de peso interessante.

Modelo de Creep feeding simples cercado com madeira e cocho pequeno coberto. Foto: Arquivo pessoal do autor

A partir dos 45 dias os bezerros ficam curiosos entrando no creeper para comer, ingerindo em torno de 100 g/dia. No momento da desmama já estará consumindo em torno de 500 g/dia de ração pronta.

Haverá um ganho extra de peso em torno de 40 kg em relação aos animais que não receberam ração no creep.

Localização – deve ser próximo ao malhador das vacas (normalmente próximo ao cocho de sal das matrizes).

Tamanho – deve ser grande o bastante para que os bezerros possam deitar sossegadamente dentro dele. No entanto, o mais importante é ter cocho suficiente para que todos possam comer no mesmo momento.

Modelo de Creep com aberturas e área suficiente para que todos bezerros possam entrar sem dificuldade, permanecendo no interior caso queiram com conforto. Foto: Arquivo pessoal do autor

As rações podem ser peletizadas ou não, devendo ser ministradas sempre para que não falte no cocho.

Além do ganho em peso extra obtido pelos bezerros, outra vantagem é diminuir o consumo de leite. Dessa forma, diminuímos a exigência nutricional da matriz, possibilitando a ela que mantenha uma condição corporal adequada para emprenhar novamente.

As passagens para os bezerros podem ser feitas colocando lascas de madeira nos cantos do creep distando entre elas 45 cm. Recomenda-se passar um fio ou madeira paralelo ao solo na altura de 15 cm para que as primíparas que são ainda pequenas ajoelhem-se e entrem no creep.

Modelo de Creep simples e funcional. SV Agropecuária, Bataguassu (MS). Foto: Arquivo pessoal do autor
Creep com parte dele feito com armação de ferro. Junior Cavalli (MS). Foto: Arquivo pessoal do autor

Leia também:

Fazenda Filadélfia, município de Aparecida do Taboado. Foto: Arquivo pessoal do autor

Conheça o nosso curso que vai te dar todos os detalhes para poder alcançar o sucesso com esse sistema!

Gado de corte: Implantação de creep feeding

Creep com cocho coberto. Rolf Martkeit (MS). Foto: Arquivo pessoal do autor

Não desperdice o melhor da bezerra meio sangue Angus-Nelore

Fonte: Cross Breeding

-- conteúdo relacionado --

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com