Curso estimula cultivo de plantas não convencionais

PARTILHAR

Essas plantas são encontradas em todo o território brasileiro, mas a maior concentração está na região amazônica. Elas são consumidas em diferentes pratos, sucos e chás.

Ricas em vitaminas, sais minerais e com fortes propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias, como plantas alimentícias não convencionais, também conhecidas como PANCs, ganham força na culinária brasileira. Para divulgar e incentivar o plantio e consumo delas, a Embrapa Meio-Norte está realizando esta semana (dias 7 e 8), em Teresina, um curso sobre instalação de horta com as PANCs. O evento reúne multiplicadores, extensionistas e técnicos da assistência rural.

Ministrado pelo pesquisador Nuno Rodrigo Madeira, da Embrapa Hortaliças (Brasília/DF), com apoio dos analistas Francisco Kim Oliveira e Pedro Rodrigues, o curso desenvolve palestras, debates, plantio e instalação de uma unidade de observação com as espécies Ora-pro-nobis , moringa, chaya mansa, chaya estrela, vinagreira (cuxá), vinagreira roxa, maxixe-do-reino, quiabo-de-metro, feijão-alado, feijão-mangalô, bertalha, caruru (bredo), almeirão-roxo, cariru e joão-gomes (língua-de-vaca), coentrão e beldroega, que são adaptados ao semiárido.

Essas plantas são encontradas em todo o território brasileiro, mas a maior concentração está na região amazônica. Elas são consumidas em diferentes pratos, sucos e chás. A sigla PANCs foi criada pelo biólogo Valdely Ferreira Kinupp, professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas, Campus Manaus, em 2008.

Fonte: Embrapa

🚀 Quer ficar por dentro do agronegócio brasileiro e receber as principais notícias do setor em primeira mão? ✅ 👉🏽 Para isso é só entrar em nosso grupo do WhatsApp (clique aqui) ou Telegram (clique aqui). 🚜🌱 Você também pode assinar nosso feed pelo Google Notícias

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com