Custo de produção da recria-engorda disparou

Custo de produção da recria-engorda disparou

PARTILHAR
recria-Bezerro
Foto: arquivo DBO.

Custo de produção da recria-engorda em Mato Grosso explode no 1º trimestre; De acordo com o Imea, a alta foi de 35,89% na comparação com o 4º trimestre de 2020.

Recentemente, o Imea divulgou os dados referentes ao custo de produção da pecuária de corte mato-grossense para o 1º trim.21. Nesse sentido, foi possí- vel analisar que dos três sistemas de produção, a cria foi a que apresentou o menor incremento no seu custo operacional (+5,27%), seguido do sistema de ciclo completo (+9,11%) e, com o maior destaque nos custos, esteve o sistema de recria-engorda (+35,89%).

Parte desse cenário da recria-engorda foi justificado pela suplementação, que nesse mesmo comparativo trimestral, aumentou 138,69%. Inclusive, é importante destacar que a aquisição de animais também apresentou um incremento de 14,74%, pautado na crescente valorização do preço do bezerro.

Além disso, no ciclo completo, o custo com aquisição de animais aumentou 32,66%, impulsionando o custo operacional. Por fim, é importante destacar que, apesar da arroba ter aumentado, o custo deu um salto significativo neste 1º trim.21, o que pode comprometer as margens dos pecuaristas neste ano.

Pautado na baixa oferta de animais aptos para o abate, na última semana o preço do boi gordo e da vaca gorda apresentou acréscimo de 0,49% em ambas as categorias. Sendo assim, o boi gordo ficou cotado a R$ 301,13/@ e a vaca gorda a R$ 290,56/@.

A escala de abate demonstrou alta de 0,09 dia no comparativo semanal e, fechou a semana passada na média dos 4,14 dias. No mercado futuro, o contrato corrente e para mai.21 demostraram variações negativas de -0,93% e -0,90%, respectivamente. Diante disso, os indicadores ficaram cotados na média de R$ 311,54/@ e R$ 306,58/@, na mesma ordem.

O Equivalente Físico (EF) do atacado nova- mente apresentou queda na última semana. Sendo assim, o indicador ficou na média de R$ 261,98/@, recuo de -0,14% ante a semana passada.

Diferencial de base – Em março último, o diferencial de base entre Mato Grosso e São Paulo (diferença entre o valor da arroba nos dois Estados) apresentou avanço, para ficando em -5,93%, informa o Imea.

No mês passado, o preço médio do boi gordo em São Paulo avançou 2,57%, para R$ 309,94/@ (livre de Funrural), na comparação com o valor médio do mês anterior.

Já em Mato Grosso, a arroba obteve um acréscimo de 1,97% ante o mês anterior e fechou o mês na média de R$ 291,57, também livre de impostos, aponta o Imea.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com