Demanda em alta: Quer vender por quanto seu boi?

Demanda em alta: Quer vender por quanto seu boi?

PARTILHAR
touro nelore perfil
Foto: Arley Coelho da Silveira

O período de março tem sido marcado pela alta na demanda do boi, preço da arroba segue em alta e superior ao ano passado. É hora de vender ou segurar os animais?

O mercado do boi gordo, historicamente é marcado por baixa no preço da arroba, mas 2019 tem sido marcado por uma quebra nesse histórico. Março tem apresentado grande movimentação no preço da arroba e os valores comercializados superam os R$ 150,00/@.

Os motivos para esse valor negociado nas praças são as exportações, felizmente o mercado está aquecido e a procura pelo produto brasileiro é alta. Infelizmente, era esperado um mercado interno mais aquecido com a mudança do governo e na economia, mas isso ainda não foi registrado.

Diante disso, temos abordado aqui a grande importância de que o produtor passe a analisar o cenário “fora da porteira”. Para os pecuaristas que tem a oportunidade de trabalhar com o mercado futuro, esse pode ser um grande momento.

Para explicar mais sobre o assunto, o CEO da Agromove, Alberto Pessina, traz para nós uma análise sobre o mercado do boi gordo, onde ele utiliza a ferramenta que é líder em vendas no Brasil, o Pecuária de Decisão. Essa ferramenta permite ao pecuarista ter análises comentadas e mostra as grandes oportunidades no mercado de animais e insumos.

Gráfico 1. Tendência do Boi Gordo em São Paulo.

Veja as dicas no vídeo da AGROMOVE:

Quer saber qual o impacto do seu investimento em produtividade na sua lucratividade da sua fazenda? Qual o preço que precisa vender o seu boi para ganhar dinheiro na pecuária? Qual o risco, de na hora da venda, o preço do boi gordo cair?

Conheça mais sobre o PECUÁRIA DE DECISÃO e veja como ganhar mais com a sua atividade, cadastre seu e-mail abaixo:

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com