Desempenho do frango (vivo e abatido)

PARTILHAR
frangos-corte-bebedouro-Auster-Nutricao-adequada-minimiza-efeitos-de-estresse-termico-em-aves-de-corte-recuperando-a-produtividade-
Foto: Giuliano Miranda

Embora sua cotação permaneça inalterada há mais de 14 semanas, negócios a preços inferiores vêm sendo realizados.

Na quarta semana de outubro, 42ª de 2021, o frango abatido registrou comportamento absolutamente similar ao observado no mesmo período da maioria dos meses anteriores, ou seja, voltou a perder preço mal iniciada a segunda quinzena.

Mas houve mudanças. E, neste caso, o que mudou em relação a meses anteriores foi a velocidade da perda de preço, bem mais sensível no corrente mês. Tanto que a semana foi encerrada (sexta-feira, 22) com um valor cerca de 5% inferior ao do fechamento da semana anterior. Pior é que o preço registrado no encerramento da semana já ficou aquém do valor de abertura do mês, puxando ainda mais para baixo a média do mês.

Em outras palavras, se até recentemente se projetava que a remuneração média de outubro corrente seria inferior à de setembro passado, agora fica claro que o mês tende a ser completado com o menor preço dos últimos três meses, ou seja, acima ainda do que foi registrado de janeiro a julho, mas abaixo dos valores alcançados no bimestre agosto/setembro, até aqui os melhores do ano.

Em outras palavras, se até recentemente se projetava que a remuneração média de outubro corrente seria inferior à de setembro passado, agora fica claro que o mês tende a ser completado com o menor preço dos últimos três meses, ou seja, acima ainda do que foi registrado de janeiro a julho, mas abaixo dos valores alcançados no bimestre agosto/setembro, até aqui os melhores do ano.

Como não se observava há meses, essa situação vem afetando, e muito, o mercado de aves vivas. Firme até recentemente, nas duas últimas semanas vem se apresentando calmo.

Embora sua cotação permaneça inalterada há mais de 14 semanas (101 dias corridos completados no último sábado, 23), negócios a preços inferiores vêm sendo realizados. O risco – a permanecer a situação atual – é a cotação presente, mesmo permanecendo inalterada até o final de 2021, se tornar apenas um referencial, como ocorreu em boa parte de 2019 e 2020.

Fonte: Avisite

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com