Dólar acalma soja e milho no mercado interno

Dólar acalma soja e milho no mercado interno

PARTILHAR
milho sendo carregado em caminhao
Foto: Divulgação

Moeda norte americana encerra a sexta-feira em R$ 5,23, recuando 4% na semana e equilibrando as fortes altas da CBOT; Confira o que disse a Agrifatto!

A oferta restrita do cereal se sobrepõe à proximidade do início da colheita do milho 2ª safra, essa tensão sobre a oferta eleva o preço da saca do milho em Campinas para R$ 101,00. As cotações futuras na B3 encerraram o último pregão da semana com ligeira valorização, com o contrato para maio/21 avançando 0,14% no dia cotado a R$ 102,46/sc.

Com impulso do clima no Brasil e nos EUA, somado à sinalização de melhora da demanda chinesa, os futuros do cereal em Chicago engataram o sexto movimento de alta consecutivo, elevando o vencimento para julho/21 na CBOT para os US$ 7,32/bu, valorizando 1,7% na sexta-feira.

Boi Gordo

A baixa liquidez predomina no mercado físico do boi gordo e, com isso, os preços oscilam conforme a praça pecuária do país e a necessidade ou não da indústria de completar escalas. Em São Paulo, os preços giram em torno de R$ 300,00/@ a R$ 310,00/@, a depender da premiação. Assim como no físico, A sexta-feira no mercado futuro de boi gordo também foi de baixa liquidez com O vencimento para maio/2021 tendo apenas 462 negociações durante o dia, encerrando o pregão em R$ 303,75/@, variando sutilmente -0,03%.

No mercado atacadista de carne bovina, a movimentação foi regular o suficiente para liquidar a mercadoria disponibilizada e manter as cotações da carcaça casada no patamar de r$ 19,15/kg em São Paulo. a semana começa com um ambiente de estabilidade para a carne bovina no atacado paulista.

Soja

A disputa entre dólar e CBOT estabiliza o preço da saca de soja negociada em Paranaguá/PR, que encerra a semana no patamar de R$ 179,00/sc.

O último pregão da semana trouxe forte valorização para as cotações da soja em Chicago com a apreensão do mercado sobre o clima e a safra norte-americana e sinalização de retorno da China às compras. Na sexta-feira o contrato para julho/21 registrou valorização de 1,3% e encerrou o pregão em US$ 15,90/bu.

Fonte: Agrifatto

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.