É recorde: Arroba do boi atinge R$ 235, quer mais??

É recorde: Arroba do boi atinge R$ 235, quer mais??

PARTILHAR
Foto Divulgação

Segundo a Safras & Mercado, a tendência é de que, com a disparada dos preços, os pecuaristas optem por negociar animais mais leves. Confira!

arroba do boi gordo continua subindo nas principais praças de produção e comercialização do país. “A oferta permanece restrita, sem sinais de mudanças desse perfil no curto prazo”, comenta o analista de Safras & Mercado Fernando Henrique Iglesias. 

Segundo ele, a tendência é que com a disparada dos preços os pecuaristas optem por negociar animais mais leves, o que pode provocar novas lacunas de oferta durante o primeiro semestre. “Enquanto isso, a demanda de carne bovina permanece aquecida, com um bom desempenho das exportações somado ao ápice do consumo interno”, assinalou

A disponibilidade de bois de cocho está diminuindo e a oferta de animais de pasto ainda está baixa, o que mantém o mercado sustentado. 

Em São Paulo, os preços passaram de R$ 233 para R$ 235 por arroba. Em Minas Gerais, preços de R$ 232 a arroba, contra R$ 229 a arroba ontem. Em Mato Grosso do Sul, preços em R$ 225 a arroba, contra R$ 220 a arroba anteriormente. Em Goiânia (GO), o preço passou de R$ 219 a arroba para R$ 222 a arroba. Já em Mato Grosso o preço subiu de R$ 201 para R$ 213 a arroba do boi gordo.

Atacado

Os preços da carne bovina subiram. “A grande dúvida é se o consumidor final terá capacidade em absorver seguidos reajustes de preços no varejo”, disse Iglesias. Segundo ele, a tendência é que a migração para proteínas mais acessíveis ocorra de maneira bastante natural, com o frango ainda contando com a predileção do consumidor médio.  

O corte traseiro teve preço de R$ 20 por quilo, com alta diária de 60 centavos centavos. A ponta de agulha passou de R$ 12,50 por quilo para R$ 12,60 por quilo, enquanto o corte dianteiro passou de R$ 12,65 por quilo para R$ 12,80 por quilo.

O que diz a Scot Consultoria?

A disponibilidade de bois de cocho está diminuindo e a oferta de animais de pasto ainda está baixa, o que mantém o mercado sustentado. 

Em São Paulo, mesmo com a valorização registrada em novembro (a cotação da arroba subiu R$59,50 no acumulado do mês), as indústrias estão com dificuldades em alongar as escalas de abate, o que evidencia a oferta restrita. 

Em Mato Grosso, na média das quatro praças monitoradas pela Scot Consultoria, o preço do macho terminado subiu 2,5% na última quarta-feira (27/11), na comparação feita dia a dia, considerando o preço à vista. 

Além das quatro praças de Mato Grosso, o preço do boi gordo também subiu em outras nove regiões.

Compre Rural com informações da Scot Consultoria e Agência Safras


Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com