Égua SJ Linda Estampa, supera os R$ 90.000,00

PARTILHAR
Foto: Jacson Castro/Divulgação

Pelo martelo da Trajano Silva Remates, evento teve um grande destaque sendo negociado, a égua SJ Linda Estampa da raça Crioulo; Confira abaixo!

Realizado na noite de terça-feira, 21 de junho, o leilão da Fazenda São João, a cargo da Trajano Silva Remates, alcançou médias acima de R$ 29 mil nos 26 lotes de cavalos crioulos ofertados. Foram comercializadas fêmeas, éguas prenhes e com potro ao pé e machos.

Responsável pela batida do martelo, o leiloeiro e diretor da Trajano Silva Remates, Marcelo Silva, que conduziu as vendas juntamente com o leiloeiro João Leonardo, disse que o evento teve disputas entre compradores de outros Estados, bem como de países vizinhos como o Uruguai e o Paraguai.

“Superou nossas melhores expectativas, com os primeiros animais vendidos a mais de R$ 58 mil de média”, avaliou o leiloeiro. Transmitido pelo You Tube, o remate da Fazenda São João e convidados teve como lote mais valorizado do evento a égua SJ Linda Estampa. O valor de comercialização da potranca superou os R$ 90 mil.

“Superou nossas melhores expectativas, com os primeiros animais vendidos a mais de R$ 58 mil de média”, avaliou o leiloeiro.

Conjuntos avançam para a disputa pelas penúltimas vagas ao Freio de Ouro em Ponta Grossa

Com a entrada do gado nas etapas deste sábado (25) foi definido o ponto de corte que garante aos 32 conjuntos (16 fêmeas e 16 machos) que vão disputar as penúltimas vagas rumo à Final do Freio de Ouro 2022.

Com provas de Mangueira I, na etapa da manhã, e Campo I, na parte da tarde, os exemplares entraram em pista no Centro Agropecuário Municipal de Ponta Grossa/RS na Classificatória das Regiões 5, 7 e 8. Com conclusão marcada para este domingo (26), o público poderá conhecer ao vivo os últimos classificados de ambas as regiões. 

À frente das fêmeas, Mutuca do Ribeirão Bonito se mantém desde a etapa Morfológica – com 7,700 de cabresto – e mostrou aptidão vaqueira suficiente para ser uma das prováveis ocupantes do pódio.

Sob a condução de Daniel Teixeira, que iniciou a disputa com outros cinco animais na briga pela classificação, a filha de Essência do Ribeirão Bonito e Imperador do Ribeirão Bonito fechou o sábado ensolarado na região dos Campos Gerais com 18,533 de média. Criada por Arison Jung, a picaça bragada é exposta por Ricardo Albuquerque Py, da Fazenda Capão Redondo, de Barra do Ribeiro/RS.

Na categoria dos machos, quem fechou com chave de ouro a primeira fase com o gado, permanecendo no topo da competição, foi Pampeano do Recanto Crioulo – também montado pelo ginete Daniel Teixeira. O domingueiro carrega a média de 18,559 e a genética de Dama da Fascinação e Mañanero Manicero.

Criado e exposto por Adelmo Hess, da Estância Três Coxilhas, de Barra Velha/SC, o colorado já se mantém no topo desde a fase de Andaduras, Figura, Volta Sobre Patas e Esbarradas, onde subiu da segunda para a primeira colocação.

Nesta Classificatória o trio que avalia a categoria Fêmeas é composto por Gustavo Arhanitsch, Luciano Corrêa Passos e Mário Móglia Suñe, enquanto a avaliação da categoria Machos ficará a cargo de Leonardo Rodrigues Teixeira, Luis Rodolfo Machado e Mauro Raimundi Ferreira.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com