Em dois anos, preço do milho subiu 110%; e agora?

Em dois anos, preço do milho subiu 110%; e agora?

PARTILHAR
fim da colheita de milho
Foto: Raquel Wedmann

Em dois anos, preço do milho mais do que dobrou, disparando o custo de produção do setor pecuário. E agora?

Nestes primeiros dias de março, o milho vem registrando recordes históricos de preço, já que pela primeira vez supera os R$90,00/saca.

Comparado com o preço registrado 24 meses atrás, em março de 2019, o valor médio atual mais do que dobrou, pois a variação acumulada supera os 110%.

Já o frango vivo continua acompanhando, mas muito à distância, a evolução desses preços. Pois ainda que neste início de março venha registrando a segunda melhor cotação de todos os tempos (a média atual, de R$4,50/kg se encontra abaixo apenas do recorde de R$4,56/kg registrado em novembro passado), acumula nesses dois anos valorização que não chega a 40%.

Em março de 2019, com uma tonelada de frango vivo o produtor adquiria perto de 75 sacas de milho. Neste março, para adquirir o mesmo volume do grão, ele necessita de um volume 51% maior.

Em março de 2019, com a venda de duas toneladas de frango vivo o produtor adquiria perto de 150 sacas de milho. Neste março, para dispor do mesmo volume do grão, ele necessita de pouco mais de três toneladas de aves vivas – um volume 51% maior.

Fonte: AviSite

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com