Estação de monta aliada a IATF garantem manejo simples do gado

PARTILHAR
Estação de monta viabiliza o manejo homogêneo do gado de corte no Brasil e a eficiência reprodutiva através da IATF
Foto: Divulgação

Estação de monta viabiliza o manejo homogêneo do gado de corte no Brasil e a eficiência reprodutiva através da IATF; também podem melhorar o desempenho da fazenda

Boa parte da pecuária de corte no Brasil segue um esquema produtivo demarcado pelas fases de cria, recria e engorda, sendo a primeira etapa aquela que merece maior atenção por parte dos pecuaristas, pois representa o início de um novo ciclo. E para auxiliar em seu planejamento muitas fazendas seguem um esquema chamado de estação de monta – técnica que auxilia no processo de fertilidade das matrizes, garantindo que todos os bezerros nasçam no mesmo período, prática que viabiliza o manejo desses animais.

A estação de monta, via de regra, dura aproximadamente quatro meses, iniciando em novembro e finalizando no começo de fevereiro – porém, como a estação de monta está relacionada ao clima, o calendário pode mudar conforme as regiões do Brasil. “O centro-oeste e norte do Brasil possuem períodos muito delimitados. A seca é bem maior quando comparada à região sul, então quando a chuva começa a cair no fim de outubro nessas regiões o clima fica favorável para a alimentação e o animal começa a ganhar peso, aspecto que reflete na reprodução,” reforça Eduardo Alexandre Fey, gerente comercial da Semex Brasil.

Alcançar a eficiência reprodutiva através da IATF é o intuito principal da estação de monta e, para chegar nesse resultado, é preciso também ter um bom planejamento e suporte de profissionais especializados. “Eles cuidam para que as vacas não tenham problemas durante o parto, garantindo que os bezerros, ao nascer, bebam o colostro. Essa primeira mamada, importante para o animal, acontece desde as primeiras horas de vida até o máximo 48 horas após o parto, fundamental para o desenvolvimento do bezerro, pois sua composição conta com maior quantidade de imunoglobulina e anticorpos,” conclui Eduardo.

A estação de monta melhora a produtividade do rebanho, pois todos os animais recebem suprimentos juntos, viabilizando o manejo, caso contrário, a fazenda seria heterogênea, ou seja, resultando em bezerros diferentes uns dos outros, situação que não é favorável comercialmente.

Última oportunidade do ano de garantir alto potencial genético na estação de monta

Devido ao grande sucesso do último Top Vendas Semex, o pecuarista terá mais uma oportunidade, e última do ano, para garantir alto potencial genético de corte na sua propriedade. A ação, que acontecerá no dia 1 de dezembro, trará touros bem avaliados nos sumários e com provas equilibradas e destacadas para inúmeros índices incluindo a desmama. Na oportunidade será comercializado mais de 50 sêmens de touros de raças zebuínas e taurinas, com ofertas exclusivas e diferenciadas para que os clientes possam ganhar maior produtividade e eficiência no rebanho e alavancar a estação de monta.

A ação será transmitida ao vivo pelo Canal do Boi e pelo YouTube da Semex Brasil, com início às 20h (horário de Brasília) e contará com a presença de André de Souza e Silva, Gerente de Corte Zebu, e Lucas Azzolini de Melo, supervisor comercial da Central Tairana.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.