Estação de monta: é hora de ter cuidado e organização

Estação de monta: é hora de ter cuidado e organização

PARTILHAR
rebanho delta g vacada nelore
Foto: Delta Gen

Técnico do Senar Alagoas reforça que período favorece o pecuarista, principalmente na hora de se organizar contra doenças. Confira!

A estação de monta é muito comum na pecuária. Durante um período do ano, fêmeas aptas para a reprodução são expostas ao touro, inseminação artificial ou transferência de embriões. Isso é importante para a concentração de partos e, consequentemente, de operações como desmama, vacinações e vermifugações.

Zootecnista e técnico de campo do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) de Alagoas, Filipe Chagas explica que, além de padronizar os lotes, a estação de monta também permite ao produtor determinar a melhor época do ano para o nascimento dos animais.

“Em alguns períodos do ano, principalmente nos de chuva, os recém-nascidos, por não estarem com o sistema imunológico totalmente desenvolvido, são acometidos por algumas enfermidades, como os endo e ectoparasitas, ou problemas respiratórios. Com a estação de monta, é possível determinar a melhor época do nascimento e reduzir a taxa de mortalidade no rebanho”, diz Chagas.

Segundo ele, a prática também ajuda o produtor a identificar os animais mais férteis e os que trazem prejuízo à produção. “Não é recomendável que as vacas que não emprenham durante a janela da estação de monta sejam mantidas na propriedade”, comenta o técnico do Senar Alagoas.

Planejamento

Filipe Chagas afirma que o melhor período para se fazer a estação de monta é o que garanta a melhor disponibilidade de alimento, em quantidade e qualidade para o rebanho. “Muitos estudos mostram que a nutrição é o principal fator para se ter sucesso nela, pois está vinculada à saúde e fertilidade dos animais”, comenta.

A recomendação é de que o pecuarista faça um planejamento forrageiro, verifique a situação dos equipamentos utilizados e se a mão de obra é capacitada. Também é importante fazer exames ginecológicos nos animais, para saber como está a saúde reprodutiva. “Todas essas medidas influenciarão muito na melhor elaboração da estação de monta e nos índices reprodutivos”, afirma.

A estação de monta deve durar entre 90 e 120 dias. “Mas é bom lembrar que a pecuária não trabalha com ‘receita de bolo’, portanto, essa duração vai depender muito da realidade de cada propriedade, da finalidade da produção – se é comercial ou de animais puros que vão para a pista –, como também da genética de cada animal. Nota-se, por exemplo, que os azebuados ou mais velhos necessitam de um período maior de estação de monta”, observa o zootecnista.

Fonte: Canal Rural

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com