Tecnologia para celular mudará o conceito de IATF

Tecnologia para celular mudará o conceito de IATF

PARTILHAR
Foto: Divulgação.

Palpação retal nunca mais! Com o Eye Breed, a inseminação é feita sem palpação retal, uma das grandes dificuldades encontradas pelos profissionais que usam a técnica.

A Eye Breed é uma tecnologia francesa que chega no mercado de equipamentos para inseminação artificial que podem revolucionar a forma de fazer IATF. Com câmeras conectadas a um smartphone você poderá ver o aparelho reprodutivo da vaca ao vivo através da tela do seu celular.

Comercializado pela Axce, o sistema foi especialmente projetado para superar a palpação retal para inseminar, uma das grandes barreiras para fazer o trabalho hoje em dia.

Especificamente, o colo do útero é identificado pela câmera posicionada no final do equipamento. Isso retorna a imagem no smartphone do usuário. A originalidade do sistema é que, uma vez avistado, o colo do útero é imobilizado por sucção para estabelecer um contato permanente com o equipamento.

O operador pode então alinhar os anéis cervicais com os movimentos feitos usando a alça do dispositivo. Esta etapa é necessária, independentemente do sistema de IA, para depositar o sêmen no corpo uterino.

Foto: Divulgação.

A empresa diz que já está colhendo bons resultados com o equipamento, eles dizem que basta um treinamento de quatro horas para estar apto para o uso da ferramenta. Os valores de comercialização do produto, na Europa, giram em torno de € 2.500 a € 3.000. O custo médio dos acessórios será de cerca de 5 euros por vaca por ano.

Foto: Henk Riswick

Como a tecnologia Eye Breed funciona

O dispositivo Eye Breed permite ao operador inseminar vacas sem palpação retal. A tecnologia tem alguns benefícios, em comparação com a maneira tradicional de inseminação artificial. Primeiro, é necessário menos treinamento para dominá-lo. Em segundo lugar, é muito mais fácil para o usuário.

A palpação retal exige muito esforço e habilidades específicas.No entanto, os benefícios incluem o bem-estar da vaca e do operador e é um método mais fácil de aprender.

  1. Visualize o colo do útero com a ajuda da câmera na parte frontal do dispositivo. A imagem será exibida em tempo real no telefone;
  2. O colo do útero será preparado para inseminação por sucção para estabelecer contato permanente. Uma bomba de vácuo cria um link entre o dispositivo e o colo do útero;
  3. Assim que o contato é feito, o operador pode alinhar os anéis do colo do útero para permitir que o cateter inoxidável alcance o corpo uterino e deposite o sêmen;
  4. A inseminação está agora conectada e o processo pode ser gravado, analisado e monitorado ao vivo;
  5. Usando uma bainha sanitária, o operador pode proteger as circunstâncias sanitárias. O cateter de aço inoxidável é, portanto, protegido até ser inserido no colo do útero.

Tecnologia não está disponível no Brasil.

Foto: Divulgação.
Foto: Divulgação.
Foto: Divulgação.
Foto: Divulgação.
Foto: Divulgação.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.