Ourofino trará técnica para melhorar taxa de prenhez no Repronutri

Ourofino trará técnica para melhorar taxa de prenhez no Repronutri

PARTILHAR
Foto: Divulgação

Estudo conduzido em parceria com docente da UFLA identificou aumento na taxa de prenhez de até 10 p.p. com o uso precoce de progesterona injetável.

Realizado há quatro anos pelo Grupo REPRONUTRI, em Campo Grande (MS), o Simpósio Internacional de Reprodução, Produção e Nutrição de Bovinos em 2019 contará com a participação da Ourofino Saúde Animal. No encontro, entre os dias 26 e 27 de setembro, a empresa terá um estande, onde irá prestar atendimento aos participantes e orientar quanto aos ganhos na taxa de prenhez a partir da aplicação da progesterona 10 dias antes de iniciar o protocolo de Inseminação Artificial em Tempo Fixo (IATF).

A descoberta recente foi feita em um estudo de campo, conduzido pela companhia em conjunto com o docente José Nélio Sales, da Universidade de Lavras (UFLA). Segundo Evandro de Souza, gerente de produto da Ourofino, com a técnica foi possível elevar o número de gestação nas fêmeas das raças Angus e Nelore em 5 a 10 pontos percentuais (p.p.).

“Durante a estação de monta do ano passado, iniciamos a aplicação prévia da progesterona Sincrogest Injetável para apurar quais efeitos finais a prática teria no protocolo de inseminação e na taxa de prenhez. A hipótese do material foi validada e os resultados se mostraram ainda mais efetivos nos animais de baixo escore corporal, porém a prática é recomendada para fazendas de todo o porte e com bovinos das mais diversas raças”, explica Souza.

Ainda de acordo com o profissional da Ourofino, por animal, o investimento no Sincrogest adicional ao protocolo gira em torno de R$ 3 a R$ 5, dependendo da região e de onde o produto for adquirido. Sobre o REPRONUTRI, ele diz que “o evento, como um ambiente de muita interação e troca de informações, é ideal para disseminarmos esse novo conhecimento. Um dos nossos pilares é justamente envolver e colaborar, por isso traçamos políticas que aproxime a Ourofino de instituições que possam levantar novos dados para profissionalizar e tecnificar o setor”.

Além do Sincrogest, também estará em evidência durante o simpósio o Sincro eCG, que tem como função estimular o crescimento folicular, promovendo maior capacidade ovulatória das fêmeas bovinas. Em consequência, o uso da solução incrementa os resultados de prenhez dentro do programa de IATF.

No estande da empresa, estarão à disposição materiais sobre o assunto. O objetivo, ao falar da prática, é ainda estimular a aderência ao protocolo nas propriedades brasileiras. Nesse sentido, a Ourofino desenvolveu e mantém o Programa Sincronize, que por meio de treinamentos e visitas técnicas esclarece dúvidas sobre o tema e pretende ampliar o uso do procedimento nas propriedades.

Atualmente, o indicador brasileiro de fêmeas inseminadas artificialmente é de 13,1%, segundo estudo divulgado em congresso neste ano por docentes do Departamento de Reprodução Animal da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da USP.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.