IATF: Mato Grosso do Sul já insemina 20% do seu rebanho

IATF: Mato Grosso do Sul já insemina 20% do seu rebanho

PARTILHAR
Foto: Fazenda Bálsamo / Marca Peixe

Estado se destaque entre os que mais utilizam a ferramenta da Inseminação Artificial em Tempo Fixo, inseminando quase 20% de suas matrizes.

A terceira reunião do Grupo GERAR CORTE, realizada em 7 e 8 de agosto, em Bonito/MS, contou com a presença de mais de 90 pessoas, entre técnicos, palestrantes e convidados. Os participantes receberam, em primeira mão, o novo relatório do GERAR 2019, que contém tabelas e gráficos com informações detalhadas sobre os resultados de protocolos de IATF (Inseminação Artificial em Tempo Fixo) e a TETF (Transferência de Embriões em Tempo Fixo) da última estação de monta (2018-2019). Esses dados foram enviados pelos 251 técnicos integrantes do Grupo Nacional e compilados pela equipe do médico veterinário José Luiz Moraes Vasconcelos, o professor Zequinha, da UNESP/Botucatu-SP, universidade parceira do GERAR.

Na ocasião, também foram divulgados os números regionais do GERAR CORTE MS, com dados reprodutivos dos técnicos que atuam especificamente em fazendas de corte do Mato Grosso do Sul, além de Bolívia e do Paraguai. “Como previsto, os técnicos do MS foram responsáveis pelo envio de uma grande quantidade de dados de IATF, o que comprova o engajamento deste grupo regional”, ilustra o médico-veterinário Izaias Claro Junior, Gerente de Serviços Técnicos de Bovinos da Zoetis e um dos responsáveis pela coordenação das reuniões do Grupo.

O Grupo foi responsável pelo envio de 245,9 mil dados de IATF referentes à última estação de monta, o que representou quase 18% do total de dados recebidos em 2019”. Ainda de acordo com Izaias, o Grupo do MS registrou um alto índice de contribuição no processo de levantamento dos dados de campo em todo o País – 90,5% dos técnicos locais enviaram os dados de IATF/TETF, acima da média nacional, que foi 86,1%.

Foto: Fazenda Bálsamo / Marca Peixe

Força do Centro-Oeste

A região Centro-Oeste é responsável pelo maior rebanho bovino do Brasil, contabilizando 74,1 milhões de cabeças, segundo dados do IBGE. O Mato Grosso Sul é uma das maiores referências na pecuária de cria do País, com um plantel total de mais de 21 milhões de bovinos, o quarto maior do Brasil, atrás de MT, GO e MG.

De acordo com dados da Associação Brasileira de Inseminação Artificial (Asbia), no ano passado, o MS registrou o segundo maior volume de vendas de sêmen do Brasil, respondendo por 17% do mercado brasileiro, perdendo somente para o Mato Grosso, com 19% de participação. O Mato Grosso do Sul é um dos Estados brasileiros que mais utilizam a ferramenta da IATF, inseminando quase 20% de suas matrizes.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.