Falta de cerveja no mercado atinge nível recorde, e agora?

PARTILHAR

A falta de cerveja nas prateleiras dos supermercados atingiu nível recorde e deve se agravar ainda mais no final do ano. É o que mostra um estudo realizado pela Neogrid.

De acordo com o levantamento feito pela empresa durante o monitoramento de dados de 40 mil varejistas no país, a ruptura (índice que demonstra a falta de produtos nos supermercados brasileiros) da bebida alcoólica chegou a 18,92% no mês passado. Para base de comparação, a média em 2019 era de 10%.

“Todas as cervejarias apresentam falta de produtos no varejo, e o nível de ruptura da cerveja nunca foi tão alto como hoje”, comenta Robson Munhoz, CCO da Neogrid.

Segundo o executivo, o problema está na cadeia produtiva, que enfrenta problemas no fornecimento de vidro e lata para a confecção das embalagens.

A falta da bebida subiu desde o início da quarentena. Em setembro, o nível de ruptura já atingia 17,64%.

Apesar da ausência, Munhoz assegura que não existe motivo para maiores preocupações no momento.

“Não estamos falando em desabastecimento. Há falta de algumas marcas”, afirma. “Se falta embalagem não tem como produzir e vender cerveja no mercado. É importante que a indústria e o varejo estejam compartilhando informações para que os desafios não sejam ainda maiores na cadeia de abastecimento”.

Fonte: Money Times

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.