Fazenda produz 19@ em 20 meses!

Fazenda produz 19@ em 20 meses!

PARTILHAR
Fazenda Rancho da Palha
Foto Divulgação.

“Nós temos a melhor carne do mundo”, afirma pecuarista de fazenda modelo na Bahia. A carne brasileira precisa ser mais reconhecida!

Veja um exemplo de pecuária moderna – produtiva e sustentável – vindo de Itambé, na Bahia. Na Fazenda Rancho da Palha, do pecuarista Genildo Borges, conhecido como Alicate (aparece de boné na foto) e administrada pela sua filha Fernanda.

A união do tripé sanidade, genética e boa alimentação aos princípios de bem-estar animal e sustentabilidade fez com que a propriedade se tornasse uma referência para a atividade da região.

“A gente dá assessoria a algumas propriedades aqui na região e tem andado muito e lutado para que a pecuária mude. Nós temos a melhor carne do mundo, só precisa ser mais bem explorada, mais bem trabalhada, e não importa se é São Paulo, Mato Grosso ou Nordeste”, disse Alicate em conversa com o gerente regional de originação da Friboi Hélio Gomes.

Nós temos a melhor carne do mundo, só precisa ser mais bem explorada

“Para nós aqui o tripé, mais do que conhecido, é sanidade, genética e boa alimentação. Disso a gente não abre mão. […] Os ganhos que a gente passou a ter, o que gente conseguiu a mais depois que implementou 100% bem-estar animal é algo que só fazendo para acreditar. Aqui a gente não usa cachorro, ferrão ou grito, nem com gente e muito menos com animais”, afirmou o pecuarista.

“Fizemos um viveiro aqui, estamos reflorestando as fazendas, plantando muitas árvores. Dizem que o Nelore aguenta o sol, mas não tem nada disso, o sombreamento é importantíssimo para você produzir carne”, complementou.

Fazenda Rancho da Palha
Foto Divulgação.

O resultado dos esforços veio em reconhecimento e produtividade. A fazenda já foi visitada, por exemplo, pelo saudoso pecuarista referência na criação de Nelore no Brasil, Rubinho Catenacci, que foi conhecer o sistema de produção em solos nordestinos.

Atualmente, A Fazenda Rancho da Palha engorda machos em semi-confinamento, em piquetes de 6 hectares lotados com 4,8 a até 5 UA/ha, terminando animais precoces, entre 18 e 20 meses, com até 19 a 20 @ de peso.

Durante participação no programa, Hélio Gomes comentou, além da evolução da pecuária da Bahia, a safra de boi de cocho em Goiás e avanço da qualidade dos lotes.

Compre Rural com informações do Giro do Boi

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com