Foco de peste suína clássica é confirmado no Ceará

PARTILHAR
Foto: Divulgação

Caso foi registrado em criação de suínos para subsistência. Ministério da Agricultura notificou o ocorrido à Organização Mundial de Saúde Animal.

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) confirmou foco de peste suína clássica (PSC) na cidade Marco, no Interior do Ceará. O caso, registrado em uma criação de suínos para subsistência, já foi comunicado à Organização Mundial de Saúde Animal (OIE).  

“As investigações ainda estão em andamento para identificar a origem e as ligações epidemiológicas. As medidas de erradicação serão implementadas com abate dos animais existentes na propriedade e contatos dentro da mesma unidade epidemiológica”, explica o boletim da OIE ao destacar que o Ceará não faz parte da zona livre de preste suína clássica no Brasil.

A peste suína clássica é uma doença viral, altamente contagiosa, que afeta somente suínos e javalis e não oferece riscos à saúde humana nem tem impacto na saúde pública. O último caso da doença no país ocorreu em outubro do ano passado em uma criação de subsistência no Piauí.

Conforme comunicado da OIE, nove animais da propriedade estavam infectados. Oito deles morreram e um foi sacrificado.  Segundo o Mapa, o diagnóstico foi confirmado pelo Laboratório Federal de Defesa Agropecuária em Pedro Leopoldo, Minas Gerais. 

O MAPA explicou que “conforme as estratégias para erradicação de focos de PSC adotadas no País, será realizada a eutanásia dos suínos envolvidos e a limpeza e desinfecção na propriedade, além de investigações para rastreamento de provável origem e vínculos epidemiológicos”. 

No Brasil, a zona livre da doença comporta 15 Estados (RS, SC, PR, MG, SP, MS, MT, GO, DF, RJ, ES, BA, SE, TO, RO e AC) além do Distrito Federal. A região concentra mais de 95% de toda a indústria suinícola brasileira e não registra casos desde janeiro de 1998.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR