Touro Braford é vendido por R$ 42.000 em leilão virtual

PARTILHAR
O touro CEIP da raça Braford U137 (Foto: Reprodução / YouTube)

O lote mais valorizado do remate foi o touro Braford U137, comercializado pelo valor de R$ 42.000 para Geraldino Esteca Cabral (São Pedro do Sul, RS). O exemplar CEIP tem apenas dois anos!

Realizado nesta quinta-feira, 7 de outubro, o 49º leilão Guatambu e Caty, organizado pelos dois criatórios de Dom Pedrito (RS) e Santana do Livramento (RS), respectivamente, teve pista limpa na venda de fêmeas e machos das raças Hereford e Braford. Com 7 horas de duração, iniciando a tarde e invadindo a noite, foram comercializados 100 touros, 100 novilhas e 250 terneiros no evento virtual conduzido pela Central Leilões e Cambará Remates.

O lote mais valorizado do remate Guatambu e Caty foi o touro Braford U137, comercializado pelo valor de R$ 42 mil para Geraldino Esteca Cabral, de São Pedro do Sul (RS), que salientou sua excelente avaliação e a confiança no trabalho de melhoramento genético realizado na Estância Guatambu!. 

Em valores médios, os touros da raça Braford alcançaram R$ 23.670, enquanto os reprodutores Hereford chegaram a R$ 18.280. Os machos melhoradores de 2 e 3 anos de idade possuíam Certificado de Especial de Identificação e Produção (CEIP) e indicações de Dupla Marca.

Entre as fêmeas, os animais da raça Hereford alcançaram a média de R$ 10.440 enquanto as reses da raça Braford fecharam em R$ 6.900.

O lote mais valorizado do remate foi o touro Braford U137, comercializado pelo valor de R$ 42.000 para Geraldino Esteca Cabral (São Pedro do Sul, RS). O exemplar CEIP (foto) de dois anos é top 2% para índice desmama, final e peso ao nascer e DECA 1 para ganho de peso e carcaça.

“Ele foi valorizado por ter seus índices genéticos muito favoráveis e quase perfeitos, com índice de facilidade de parto alto e índices de produção também altíssimos em termos de desmama e final e alta resistência ao carrapato”, afirmou o titular da Guatambu (Dom Pedrito, RS), Valter Pötter.

No total, passaram pelo martelo do leiloeiro rural João Campo 100 touros, 100 novilhas e 250 terneiros no evento comercial, organizado pela Central Leilões e Cambará Remates. Os pagamentos foram fixados em três (bezerros) e 20 parcelas (touros e ventres).

Valter Pötter salientou a importância da genômica no trabalho realizado pelos criatórios para atingir estes resultados. Reforça também que participaram do leilão 37 compradores, e a grande maioria de clientes tradicionais que vem repetindo compras, além de novos compradores dos Estados de Goiás, Paraná e Rio Grande do Sul. “Foi o nosso melhor leilão da década em termos de valorização dos animais e liquidez”, observou.

“Ele foi valorizado por ter seus índices genéticos muito favoráveis e quase perfeitos, com índice de facilidade de parto alto e índices de produção também altíssimos em termos de desmama e final e alta resistência ao carrapato”, afirmou Valter.

De acordo com o representante da Caty (Santana do Livramento, RS), Bernardo Pötter, o evento foi uma coroação da genômica.

“Os criadores souberam valorizar o trabalho de avaliação e seleção genômica realizado pelas duas propriedades. Touros com DEPs genômicas muito destacadas para características de produção e favoráveis para características como facilidade de parto e resistência a carrapatos foram disputados acirradamente e muito valorizados, o que comprova que o produtor está em sintonia com a seleção baseada em desempenho a campo, buscando resultado econômico na atividade”, destacou Bernardo.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com