Freio de Ouro: Perde o ginete, ganham os cavalos

Freio de Ouro: Perde o ginete, ganham os cavalos

Freio de Ouro - Ginetes e Cavalos
Foto: ABCCC

Regra do Bem-Estar Animal tira o título do líder na penúltima etapa da prova. Veja com foram os resultados finais das provas

A cada ano que passa, o Freio de Ouro se consolida como a maior prova de lida do Brasil. Há nessa competição algo muito mais que uma disputa entre cavalos e ginetes; a cultura equestre gaúcha é irradiante e, como diz a letra de Luiz Carlos Borges, “com o pé no estribo e a rédea na mão, a alma sai do chão”.

Freio de Ouro - Ginetes e Cavalos
Foto: ABCCC

Cultura, entretanto, é algo a ser desenvolvido e os gaúchos sabem muito bem como mantê-la e preservá-la. O Freio de Ouro deste ano foi um bom demonstrativo de como isso se faz na prática. Uma aula de como se manter tradições e evoluir dentro das regras do bom senso e das coisas que aprendemos com a vida.

Pela primeira vez em uma grande final do Freio de Ouro, na sua 36ª edição, um conjunto que liderava a prova e tinha todas as chances de ganhar o primeiro lugar no pódio, foi desclassificado pelas regras do Bem-estar animal. O ginete Claudio Correia, com Esteio JB de Palermo, foram para a final de domingo na primeira colocação.

Fizeram uma ótima apresentação de Mangueira e repetiram o feito na prova Bayard/Sarmento, com movimento de esbarro e Giro sobre Patas. Ao final da apresentação, ao passar pelo vet check, foi constatado sangramento na barriga do tordilho de 10 anos. Eliminados da competição.

O ginete Claudio Correia saiu pela lateral da pista com o chapéu encobrindo o rosto. Uma mistura de vergonha e decepção. A plateia tentou recompensá-lo com aplausos, mas o fato estava consumado. Perdeu o ginete, ganhou o cavalo, que mantém sua integridade garantida em competições, como determinam as regras internacionais e o bom-senso.

Ganha, também, a Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Crioulo (ABCCC) e toda comunidade equestre, que teve a coragem de se enquadrar aos padrões da Federação Equestre Internacional. Hoje muito se fala em bem-estar animal, mas ainda há um longo percurso a ser percorrido. O que se viu na pista de provas de Esteio (RS) foi uma demonstração prática de que não existe ninguém melhor para cuidar de nossos cavalos do que a própria comunidade, por meios das entidades e associações fomentadoras.

Além de Claudio Correia, outro conjunto foi desclassificado: Fernando Andrighetti, montando Hilário da Dom Manuel, que foi para final em quinto lugar e saiu também da prova de Bayard/Sarmento, por sangramento.

Freio de Ouro - Ginetes e Cavalos
Foto: ABCCC

Este foi o segundo ano que o Freio de Ouro tem entre as regras o Bem-Estar animal. É de se esperar que nos próximos treinadores e ginetes estejam cada vez mais atentos no preparo e condução dos animais, para não deixar um título escapar por excessos dentro de pista. Os efeitos positivos disso pode influenciar em toda a equitação, sem nenhum prejuízo à cultura equestre gaúcha, que continua dando aula de amor e paixão pelos cavalos!

Vendedores

Em pista, dentro das regras, quem levou a melhor foi nas fêmeas foi a Capanegra Quinta Sinfonia, da Cabanha Capanegra, de Dom Pedrito (RS), e da Cabanha Gameleira, de Goiânia (GO), guiada pelo ginete Eduardo Weber de Quadros, com média de 22.033.

Para Fernando Dornelles Pons, um dos expositores da vencedora, a parceria entre as cabanhas está consagrada com esta vitória, que também é resultado do treinamento que a égua recebeu em Carazinho(RS). “Estamos satisfeitos, pois o público tomou a Capanegra como a grande favorita, simpatizou com ela, que deu o seu recado durante as provas”, afirmou.

Quadros que conduziu a fêmea vencedora justificou a sua vitória como uma consequência do trabalho em equipe e das cabanhas. “É a primeira a vez que participo da premiação e atribuo o meu desempenho ao trabalho intenso de todos”, destacou.

Já nos machos o título foi para PN Cambiasso, da Cabanha Positivo , de Portão (RS), montado pelo ginete Adriano Comunelo, com média de 20.812. O expositor Jonas Leopoldino de Souza conquistou o primeiro título da Cabanha que tem 15 anos de trabalho.

Afirmou que é um orgulho receber o prêmio máximo de uma disputa importante para a raça. Em 2016, PN Cambiasso ficou em quarto lugar e, este ano, o cavalo que completa 10 anos tornou-se vencedor. “A gente costuma dizer que PN Cambiasso é domingueiro: quando chega no domingo ele faz diferente”, completou.

Com 32 anos de idade, Comunelo disse que realizou um dos maiores sonhos de sua vida, construído em 20 anos de trabalho. “Isso tem que ficar de lição, pois temos que acreditar que o impossível pode se tornar realidade”, destacou.

De acordo com o presidente da ABCCC, Eduardo Suñe, inovações como as comissões de ginetes e de bem estar animal são importantes para a raça, criadores e produtores. Explicou que as novidades vieram solidificar o trabalho e a seleção de uma raça, como os prêmios de Alpaca e Craque Funcional. “Esta edição ficou acima da expectativa da direção, tanto em público quanto em inovações. Tínhamos certeza de que este Freio de Ouro seria competitivo, com quatro ginetes novos na final, inclusive com vitória para um deles nas fêmeas”, complementou.

O ginete destaque do ano foi para Fábio Teixeira da Silva. A partir desta edição do Freio de Ouro a ABCCC instituiu também o prêmio Craque Funcional, que na categoria fêmea ficou com a Capanegra Quinta Sinfonia, e na categoria macho, o título foi para PN Cambiasso.

Confira o resultado

FÊMEAS

Freio de Ouro

CAPANEGRA QUINTA SINFONIA

Criador: FERNANDO DORNELLES PONS

Expositor: FERNANDO DORNELLES PONS E VICTOR BARBOSA PENNER

Estabelecimento: CABANHA CAPANEGRA E CABANHA GAMELEIRA, DOM PEDRITO/RS E GOIÂNIA/GO

Ginete: EDUARDO WEBER DE QUADROS

Média: 22.033

Freio de Prata

JEITOSA DO MANO A MANO

Criador: PAULO RONEI REALI E THIAGO MERCK REALI

Expositor: PAULO RONEI REALI E THIAGO MERCK REALI

Estabelecimento: CABANHA CARPE DIEM, FAZENDA VILA NOVA/RS

Ginete: DANIEL WAIHRICH MARIM TEIXEIRA

Média: 20.822

Freio de Bronze

BT BASTEIRA

Criador: CONDOMÍNIO FLAVIO BASTOS TELLECHEA

Expositor: MARCELO E MARIA DA GLÓRIA TELLECHEA CAIROLI

Estabelecimento: RECONQUISTA AGROPECUÁRIA LTDA, ALEGRETE/RS

Ginete: DANIEL WAIHRICH MARIM TEIXEIRA

Média: 20.724

Freio de Alpaca

CARLOTA DE SÃO PEDRO

Criador: EDUARDO MACEDO LINHARES

Expositor: EDUARDO MACEDO LINHARES

Estabelecimento: CABANHA GAP SÃO PEDRO, URUGUAIANA/RS

Ginete: FÁBIO TEIXEIRA DA SILVEIRA

Média: 20.547

MACHOS

Freio de Ouro

PN CAMBIASSO

Criador: PAULINO AVILA COSTA NETO

Expositor: JONAS LEOPOLDINO DE SOUZA

Estabelecimento: CABANHA POSITIVO, PORTÃO/RS

Ginete: ADRIANO COMUNELO

Média: 20.812

Freio de Prata

LA CASTELLANA ESPLENDOR

Criador: MARCELO AMARAL MORAES

Expositor: JEAN CARLO SANTOS MENDES

Estabelecimento: CABANHAS IGUARIAÇÁ, DESCANSO E FAMA, SÃO BORJA/RS

Ginete: CLÁUDIO DOS SANTOS FAGUNDES

Média: 20.804

Freio de Bronze

PEÑAROL DA BOA VISTA

Criador: FAZENDA BOA VISTA

Expositor: FÁBIO MURICY CAMARGO

Estabelecimento: CABANHA BOA VISTA, VACARIA/RS

Ginete: FÁBIO TEIXEIRA DA SILVEIRA

Média: 20.509

Freio de Alpaca

FARANDOLA DA MANGUEIRA VELHA

Criador: LEANDRO LUÍS VIEIRA

Expositor: BERTILO SCHLICKMANN

Estabelecimento: CABANHA CINCO ESTRELAS, BRAÇO DO NORTE/SC

Ginete: FAGNER CRESCENCIO ESPINDOLA

Média: 20.460

Fonte: Revista Horse

 

PARTILHAR

21 anos, Jales/SP.
Estudante de Jornalismo, fotógrafa e estagiaria em Assessoria de Imprensa.
Contato: jornalismo@comprerural.com