Freio de Ouro registra primeiro bicampeonato na história

Freio de Ouro registra primeiro bicampeonato na história

PARTILHAR
Freio de Ouro 2018: JA Libertador (Foto: Felipe Ulbrich/ABCCC-Divulgação)

JA Libertador repete conquista de 2015 e vence pela segunda vez entre os machos, enquanto entre as fêmeas o título ficou com a égua Independência do Espigão

O tempo colaborou para que mais de 30 mil pessoas prestigiassem na tarde deste domingo, dia 26 de agosto, a final do Freio de Ouro 2018, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio (RS), na região metropolitana de Porto Alegre. As provas finais de mangueira, bayard-sarmento e de campo foram realizadas por 28 conjuntos, sendo 14 machos e 14 fêmeas.

Pela primeira vez na história do Freio de Ouro, um exemplar da categoria dos machos conquistou o bicampeonato da competição. JA Libertador já havia alcançado o título em 2015. O exemplar do Condomínio JA Libertador, formado pelos estabelecimentos HG, SNC, Solofino, Tamareira, Santa Larissa e Serrana, guiado pelo ginete Guto Freire, obteve média de 22.394. Ele destacou que o campeão apresenta as qualidades que o Freio de Ouro busca selecionar. “Tem morfologia, andadura, temperamento, força, habilidade, é bem domado, cavalo com muita saúde”, afirmou.

Onécio Prado Junior, titular da Estância Tamareira, de Santa Rita do Passa Quatro, que faz parte do Condomínio JA Libertador, lembrou que o cavalo ganhou o Freio de Prata da FICCC e agora com mais esta conquista, mostrando o seu potencial extraordinário e alcançando uma pontuação fabulosa.

“É uma alegria ganhar este título com um animal muito dócil, equilibrado e boa morfologia”, observou.

A vencedora das fêmeas foi Independência do Espigão, da Cabanha Espigão, de Canoinhas (SC), guiada pelo ginete Daniel Teixeira, com média de 20,907. A emoção tomou conta do criador e expositor José Ademir Pereira, que vence pela primeira vez um Freio de Ouro, depois de dez anos competindo. Sem conseguir conter o choro, afirmou ser emocionante estar em Esteio, o recinto do Cavalo Crioulo. “Mansidão e função ajudaram a nossa égua a vencer e com pouco treinamento. Estou muito feliz e dedico esta vitória à minha família”, destacou.

O ginete que montou Independência do Espigão, Daniel Teixeira, destacou que a vitória é o resultado do trabalho de uma equipe. “Só quem vive o dia a dia sabe a jornada que traz até aqui e como é trabalhoso”, afirmou. “Ela é diferente, craque, aceita tudo, tem um temperamento impressionante, tem tudo que se procura numa campeã”, complementou.

Para César Hax, jurado das fêmeas, o ponto forte da campeã Independência do Espigão é a sua regularidade. De acordo com Felipe Maciel, jurado dos machos, o mesmo fator colaborou para a vitória de JA Libertador. Para ele, além de manter notas altas, o exemplar destacou-se pelo temperamento dócil. Maciel lembrou que, pela exigência do Freio de Ouro, não é fácil vencer a prova duas vezes.

Segundo o presidente da ABCCC, Eduardo Suñe, o Freio de Ouro 2018 foi um evento para ficar na história tendo pela primeira vez um cavalo ganhando o bicampeonato. Garantiu que a prova ficará na memória de todo o associado, de todo o criador, de todo o apaixonado pelo cavalo.

“É um evento que mexe muito com as pessoas e reúne um grande público. Para chegar até aqui, 23 mil exemplares correram esse ciclo passado e aqui foram sacramentados os quatro melhores machos e as quatro melhores fêmeas. É a maior competição hoje de cavalos do mundo e amanhã já estaremos pensando o Freio 2019”, sinalizou.

O Freio de Ouro é uma realização da Associação Brasileira dos Criadores de Cavalos Crioulos com patrocínio de Ipiranga e Massey Ferguson e apoio da Supra.

Confira o resultado

FÊMEAS

  1. Freio de Ouro
    INDEPENDÊNCIA DO ESPIGÃO
    Criador: JOSÉ ADEMIR PEREIRA, CANOINHAS-SC
    Expositor: JOSÉ ADEMIR PEREIRA
    Estabelecimento: CABANHA ESPIGÃO, CANOINHAS-SC
    Ginete: DANIEL WAIHRICH MARIM TEIXEIRA
    Média: 20.907
  2. Freio de Prata
    CAMBRAIA CALA BASSA
    Criador: MARCELO REZENDE MÓGLIA, BAGÉ-RS
    Expositor: MARCELO REZENDE MÓGLIA
    Estabelecimento: CABANHA CALA BASSA, BAGÉ-RS
    Ginete: MARCELO REZENDE MÓGLIA
    Média: 20.357
  3. Freio de Bronze
    AMBICIOSA DOS CASTANHEIROS
    Criador: MIGUEL E RODRIGO SCARPELLINI CAMPOS, CRUZ ALTA-RS
    Expositor: MIGUEL E RODRIGO SCARPELLINI CAMPOS
    Estabelecimento: CABANHA DOS CASTANHEIROS, PEJUÇARA-RS
    Ginete: CHARLES FAGUNDES
    Média:20.044
  4. Freio de Alpaca
    QUELEN PROVINCIANA
    Criador: AZNAREZ ELORZA HNOS, RIO NEGRO-UY
    Expositor: AZNAREZ ELORZA HNOS
    Estabelecimento: CABAÑA LA QUEBRADA, YOUNG – RIO NEGRO-UY
    Ginete: MAURO VILLAMOR
    Média:19.823

MACHOS

  1. Freio de Ouro
    JA LIBERTADOR
    Criador: JOSÉ ANTONIO ANZANELLO, PORTO ALEGRE-RS
    Expositor: CONDOMINIO JA LIBERTADOR
    Estabelecimento: HG, SNC, SOLOFINO, TAMAREIRA, STA.LARISSA, SERRANA, RIBEIRÃO PRETO-SP
    Ginete: CÉZAR AUGUSTO SCHELL FREIRE
    Média: 22.394
  2. Freio de Prata
    PEÑAROL DA BOA VISTA
    Criador: FAZENDA BOA VISTA, VACARIA-RS
    Expositor: PARCERIA PEÑAROL
    Estabelecimento: CABANHA BOA VISTA, TRÊS COXILHAS E MARCA ONZE, VACARIA-RS E BARRA VELHA-SC
    Ginete: FÁBIO TEIXEIRA DA SILVEIRA
    Média: 22.151
  3. Freio de Bronze
    COLIBRI MATRERO
    Criador: COLIBRI, PAYSANDU-UY
    Expositor: LA PACÍFICA
    Estabelecimento: LA PACIFICA, PAYSANDU-UY
    Ginete: GABRIEL MARTY
    Média: 21.601
  4. Freio de Alpaca
    FICHERO DO CAPÃO REDONDO
    Criador: LUIZ CARLOS E ANTONIO CARLOS A. PY, BARRA DO RIBEIRO-RS
    Expositor: CONDOMINIO FICHERO
    Estabelecimento: CAB CAPÃO REDONDO, SANTA AUGUSTA, LUNAREJO, MONTE PAMPERO E AGROP. LAFFRANCHI, BARRA DO RIBEIRO-RS
    Ginete: JOSÉ FONSECA MACEDO
    Média: 21.206

Meu cavalo precisa de alimentação especial?

Fonte: ABCCC

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com