Geada no Centro-Oeste traz alerta no campo, confira!

PARTILHAR

Queda brusca pode até matar animais no pasto. O ar frio deve chegar até a região do DF fazendo a temperatura despencar para valores um pouco abaixo dos 10°C.

O risco de geada aumenta na maior parte do centro-sul do país, até em alguns estados do Sudeste e Centro-Oeste. As temperaturas despencam em Goiás, com mínimas que podem ficar entre 5°C e 8°C, sem descartar a possibilidade de geadas no sul do estado

Uma intensa onda de frio vai provocar queda acentuada de temperatura sobre mais da metade do país na próxima semana. Além de geada em grandes áreas de vários estados, inclusive em parte do Sudeste e do Centro-Oeste, até há possibilidade de neve em alguns pontos da região Sul. 

O ar frio deve chegar até a região do Distrito Federal fazendo a temperatura despencar para valores um pouco abaixo dos 10°C. Essa onda de frio irá atuar por um longo período e promete derrubar as temperaturas no Sul do Brasil, mas em grande parte do Sudeste e do Centro-Oeste. Muitos recordes de menor temperatura para este ano serão observados.  O frio mais intenso está previsto a partir do dia 17 de maio, mas principalmente entre os dias 18 e 19.

Uma intensa onda de frio vai provocar queda acentuada de temperatura sobre o Brasil na próxima semana. Além de geada em grandes áreas, de vários estados, inclusive em parte do Sudeste e do Centro-Oeste, até há possibilidade de neve em alguns pontos do Sul do país. Vários recordes de frio serão registrados neste período.

Durante este fim de semana, o avanço de uma frente fria sobre o Sul do país, associada a um ciclone extratropical, provoca uma mudança no tempo em boa parte das regiões centro e sul do Brasil, trazendo chuva para o Mato Grosso do Sul, sul de Goiás e até para algumas regiões do Mato Grosso.

Esta frente fria traz uma forte uma massa de ar polar, que deve caracterizar a primeira onda de frio que atinge de maneira intensa as Regiões Centro-Oeste, Sudeste e Sul.

Geada

A tendência é de condições favoráveis à formação de geada ampla na Região Sul, e em pontos do sul de Mato Grosso do Sul e da Região Sudeste, entre os dias 17 e 23 de maio.

As geadas poderão ser fortes em alguns pontos e, atualizações nos próximos dias serão essenciais para definição de local e intensidade.

Do ponto de vista agrometeorológico, a geada é um fenômeno causado pela ocorrência de baixas temperaturas que promovem o congelamento dos tecidos vegetais, havendo ou não a formação de gelo, e provoca a morte das plantas ou de suas partes (folhas, ramos, frutos).

Ela pode ser ocasionada tanto por entradas de massas de ar frio, quanto por um intenso resfriamento da superfície, durante noites de céu limpo e sem vento.

Além disso, o efeito nas plantas varia de acordo com a espécie, a sua tolerância ao frio e a fase fenológica que se encontra e sua ocorrência resulta, em muitas vezes, em severos prejuízos econômicos principalmente se ocorrem precoce ou tardiamente.

Além dos alertas emitidos pelo Inmet, o Sisdagro – Sistema de Suporte à Decisão na Agropecuária possui uma ferramenta de previsão de condições favoráveis à formação de geada com antecedência de 5 (cinco) dias.

Neve

Vale destacar que há uma pequena possibilidade de ocorrência de neve nas serras Gaúcha e Catarinense entre a noite do dia 16 e madrugada do dia 17. A previsão de tempo e os avisos meteorológicos são divulgados diariamente no portal, aplicativo e redes sociais do Inmet.

Alerta para o risco de geada nas áreas produtoras de café

De acordo com o agrometeorologista da Climatempo, Celso Oliveira, além da chuva, há previsão de frio. Apesar de um centro de alta pressão fraco com pouco mais de 1020 milibares, a corrente de jato em uma direção favorável ao declínio da temperatura e a presença de um ciclone extratropical em alto mar empurram a onda de frio sobre o centro e sul do Brasil.

A temperatura prevista diminuiu na simulação mais recente GFS-NOAA. Estimam-se temperaturas mínimas de 2°C em Três Pontas (MG), 3°C em Campos Gerais (MG), 4°C em Machado (MG) e 4°C em Patrocínio (MG) na quinta-feira( 19/05).

No Estado de São Paulo, estimam-se 2°C em Pedregulho e Franca, 3°C em Garça e 4°C em Caconde na quarta-feira (18/05). No Paraná, a temperatura alcança 4°C em Carlópolis, 2°C em Pinhalão e 0°C em Ibaiti no dia 18/05.

Com temperaturas previstas mais baixas, a chance de geadas aumenta em áreas produtoras do Paraná, além de baixadas, áreas de borda, em pés de café mais novos e áreas cuja a face esteja voltada para o quadrante sul na Mogiana, sul de Minas Gerais e Cerrado de Minas Gerais.

Esse frio vai atingir áreas do Sul, Sudeste, Centro-Oeste e até deve acontecer uma queda de temperatura, especialmente nas mínimas, no Norte do Brasil. Será uma onda de frio muito intensa para o mês de maio e várias cidades podem bater recordes de muitos anos. Na capital paulista, por exemplo, a temperatura mínima pode ficar abaixo de 10°C no dia 19 de maio. 

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.