Gigante entra no TOP 5 maiores produtores de grãos do país

Após a aquisição da Insolo por R$ 1,8 bilhão, o empresário Ricardo Faria, conhecido como o Rei do Ovo e proprietário da Granja Faria, tornou-se o quinto colocado no ‘TOP 5 maiores produtores de grãos do país’, em termos de área plantada

O setor agrícola do Brasil ganhou um novo grande empresário: o catarinense Ricardo Faria, que consolidou seu posto de Rei do Ovo ao ter seu nome associado a um dos maiores negócios avícolas. No começo de 2022, ele fundou a Terrus, uma empresa de grãos, e recentemente comprou outra empresa chamada Insolo por R$ 1,8 bilhão. Agora, com 130 mil hectares para cultivar – 230 mil hectares, considerando duas safras, suas empresas esperam gerar R$ 1 bilhão de receita na próxima safra. Com essa aquisição, Ricardo agora é o quinto colocadoTOP 5 maiores produtores de grãos do país‘, em termos de área plantada.

Considerando o volume de área plantada no país, o ranking tem na liderança a SLC Agrícola, que aumentou suas terras para cerca de 700 mil hectares após comprar a Terra Santa, seguida pelo Grupo Bom Futuro, Amaggi, Scheffer e, agora, Ricardo Faria, nessa ordem.

Uma empresa do futuro! Essa é a frase que define o que é uma das maiores produtoras de ovos do Brasil. Para se ter apenas uma ideia do tamanho da Granja Faria, com título de Rei do Ovo, são cerca de 11 unidades de produção de ovos comerciais – além de outras 11 de ovos férteis –, e após a incorporação da BL Ovos e da Katayama, passou a produzir cerca de 16 milhões de unidades por dia, se tornando a maior produtora de ovos do mundo.

Os dados apresentados apontam uma projeção de faturamento bruto dobrando em relação ao ano anterior, chegando a R$ 3 bilhões em 2023, e uma margem EBITDA na casa dos 20%. Mas, apesar de ter se tornado o Rei do Ovos, com uma das maiores empresas globais no seguimento, o empresário mostra que não se pode colocar todos os ovos em uma única cesta.

Insolo e sua posição entre os maiores produtores de grãos do país

O catarinense Ricardo Faria, que no início de 2019 criou a companhia de grãos Terrus com a compra de cerca de 40 mil hectares de terras na região em Tocantins e no Piauí, já no ano seguinte realizou a compra da Insolo, que pertencia ao tradicional Endowment de Harvard, por R$ 1,8 bilhão.

Dessa forma, adicionando 70 mil hectares à área de cultivo da empresa, ele tornou-se o principal produtor na região do Matopiba, um território reconhecido pelos novos magnatas da soja. Esta área agrícola, situada no Cerrado, abrange partes de Mato Grosso, Tocantins, Piauí e Bahia, e fez dele o maior proprietário de terras individuais do Brasil.

O nome da empresa combinada será apenas Insolo, que já carrega reconhecimento do mercado. “Vamos aproveitar a marca, que se consolidou ao longo dos últimos 20 anos”, conforme contou Faria em entrevista ao EXAME IN. A Terrus começou com fazendas no chamado Matopiba. E a Insolo tem unidades concentradas no Piauí.

maiores produtores de grãos
Insolo: vista da área de pesquisa de biodefensivos e seus efeitos sobre diversas culturas, com armazéns ao fundo (Insolo/Divulgação)

Com a empresa, vieram também os desenvolvimentos em biodefensivos, que são produtos naturais como fungos e bactérias usados para proteger as lavouras, substituindo os agrotóxicos comuns. A Fazenda Ipê, que se localiza no Piauí e possui 35 mil hectares, destaca-se por usar exclusivamente essa tecnologia biológica em 12 mil hectares, a maior área dedicada a essa prática no Brasil.

Área plantada chega a 230.000 hectares, considerando as duas safras

Segundo a empresa, além da área plantada, a base técnica para produção levada para a região é muito diferenciada. Conhecida pelo seu potencial, é uma região que demanda muito investimento na preparação da área e a tendência é aumentar a presença dos grandes grupos. “Vamos continuar crescendo em área enquanto nossa capacidade de execução e produtividade”, afirma.

O rápido crescimento da companhia, que já a posiciona entre as maiores em área cultivada no país, é notável: os 230 mil hectares anunciados por Faria são um marco impressionante, alcançado em pouco tempo. Desde que começou a investir no setor agrícola em 2019, através da Terrus, parte do Grupo Granja Faria, a expansão foi significativa.

Comparando apenas com a safra 2022/2023, onde foram cultivados 140 mil hectares, o aumento foi de mais de 60%. “Partimos de 40 mil hectares em 2020 para os atuais 230 mil”, comentou Faria em um evento com jornalistas.

Ele ressaltou a importância das aquisições para esse crescimento, especialmente a compra da Insolo, que foi um ponto de virada. A Insolo, anteriormente controlada pela IPA Investimentos e Participações Agrícolas, foi adquirida em novembro de 2020 por R$ 1,8 bilhão.

Rei do Ovo Ricardo Faria planta área no Matopiba

 “230 mil maracanãs ou quase quatro vezes a área do município de São Paulo”, afirmou o Rei do Ovo em apresentação dos dados da empresa em dezembro.

Os 230 mil hectares cultivados nesta temporada consistem em 150 mil hectares de soja, 50 mil hectares de milho e 30 mil hectares de sorgo, abrangendo tanto a safra de verão quanto a segunda safra. Semelhante a várias outras empresas do setor agrícola, o atraso no plantio da soja, cuja área cresceu mais de 60%, influenciou significativamente a decisão de diminuir a área destinada ao milho.

“As chapadas do Piauí são as melhores do país na combinação entre luminosidade e precipitação [chuva]”, conta Faria a Exame In. Além disso, segundo ele, o algodão é o que melhor permite à fazenda  desenvolver os profissionais, pois exige equipes mais técnicas.

Quer ficar por dentro do agronegócio brasileiro e receber as principais notícias do setor em primeira mão? Para isso é só entrar em nosso grupo do WhatsApp (clique aqui) ou Telegram (clique aqui). Você também pode assinar nosso feed pelo Google Notícias

Não é permitida a cópia integral do conteúdo acima. A reprodução parcial é autorizada apenas na forma de citação e com link para o conteúdo na íntegra. Plágio é crime de acordo com a Lei 9610/98.

Vídeo de amputação de chifre de bovino por doença rara viraliza; Veja

um vídeo postado nas redes sociais se tornou viral, trazendo à tona um problema de saúde animal pouco discutido fora dos círculos veterinários especializados: a necessidade de intervenção cirúrgica em um chifre de boi devido à Hiperplasia. O bovino, que teve seu corno amputado, foi vítima de um caso raro; veja vídeo

Continue Reading Vídeo de amputação de chifre de bovino por doença rara viraliza; Veja

Siga o Compre Rural no Google News e acompanhe nossos destaques.
LEIA TAMBÉM