IBGE: Abate de bovinos sobe 4,7% no ano e varia 0,1% frente ao trimestre anterior

PARTILHAR
Foto: Divulgação

No 1º trimestre de 2022, foram abatidas 6,91 milhões de cabeças de bovinos sob algum tipo de serviço de inspeção sanitária.

Os primeiros resultados da produção animal no 1º trimestre de 2022 apontam que o abate de frangos recuou 1,8%, o de bovinos aumentou 4,7% e o de suínos teve alta de 7,2% ante o mesmo período de 2021. Na comparação com o 4º trimestre de 2021, o abate de frangos teve aumento de 0,1%, mesma variação do abate de bovinos (0,1%), enquanto o de suínos cresceu 2,0%.

Já a aquisição de peças de couro pelos curtumes caiu 0,2% frente ao 1º tri de 2021 e foi 1,9% menor que a do 4° tri de 2021, somando 7,08 milhões de peças inteiras de couro cru.


Abate de bovinos sobe 4,7% no ano e varia 0,1% frente ao trimestre anterior

No 1º trimestre de 2022, foram abatidas 6,91 milhões de cabeças de bovinos sob algum tipo de serviço de inspeção sanitária. Essa quantidade representou uma variação positiva de 4,7% em comparação com o 1º trimestre de 2021 e aumento de 0,1% em relação ao 4º trimestre de 2021.

Foram produzidos 1,82 milhão de toneladas de carcaças bovinas no 1º trimestre de 2022, com incremento de 5,2% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior, porém redução de 4,5% em relação ao apurado no 4º trimestre de 2021.

Aquisição de couro fica 0,2% abaixo do 1° trimestre de 2022

Os curtumes investigados pela Pesquisa Trimestral do Couro – aqueles que efetuam curtimento de pelo menos cinco mil unidades inteiras de couro cru bovino por ano – declararam ter recebido 7,08 milhões de peças inteiras de couro cru no 1º trimestre de 2022. Essa quantidade representa uma redução de 0,2% em comparação à registrada no 1º trimestre de 2021 e queda de 1,9% em relação ao trimestre imediatamente anterior.

Fonte: IBGE

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR