Ibrafe: Feijão-carioca despenca para R$ 300 em Goiás

PARTILHAR
Foto: Divulgação

O Feijão-rajado vai mantendo os níveis de R$ 310/315, base Minas Gerais e Goiás. Mas a segunda-feira foi deprimente para o produtor que tem o Feijão-carioca

Mercado de Feijão-preto segue mantendo menor volume de negócios com o mesmo nível de preço, ao redor de R$ 210/220, no Paraná, para os Feijões de melhor qualidade possíveis encontrar nesta época do ano e com os problemas de clima que aconteceram.

O Feijão-rajado vai mantendo os níveis de R$ 310/315, base Minas Gerais e Goiás. Mas a segunda-feira foi deprimente para o produtor que tem o Feijão-carioca. Os preços cederam e aconteceram negócios abaixo dos valores praticados na semana passada.

Por R$ 300 em Goiás foram confirmados negócios, poucos, é verdade, porque houve poucos compradores decididos a comprar. Muitos somente medindo a reação dos produtores. Somente aqueles que já estão com pedidos em carteira para entrega imediata efetivaram compras.

A expectativa dos empacotadores era que os produtores pudessem manter os valores entre R$ 330 e R$ 350. Não foi o que se viu. Quando os compradores ofertaram ontem, novamente, valores no máximo de R$ 300, alguns aceitaram.

Como neste momento há muitos colhendo, só não aconteceram mais negócios por conta de os empacotadores se retirarem. “Saber que lá na frente teremos momentos de valorização não paga a conta de quem precisa vender hoje”, comentou um empacotador de Goiás.

Fonte: Ibrafe

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com