Importação de leite da UE será pior que Mercosul

Importação de leite da UE será pior que Mercosul

PARTILHAR
produção de leite
Foto Destaque.

Em meio a luta dos produtores por melhorias no setor, o governo da mais um sinal de total descaso para as necessidades que o setor vem solicitando.

A Associação Brasileira dos Produtores de Leite (Abraleite) estima que 250 mil toneladas de leite em pó podem entrar no mercado brasileiro caso a taxa sobre importação do produto da União Europeia e da Nova Zelândia continue suspensa.

De acordo com o presidente da entidade, Geraldo Borges, o estrago no mercado leiteiro poderia ser maior do que o causado pela entrada de produtos lácteos do Uruguai e Argentina.

“A Europa tem um leite subsidiado, com custo baixo e competitivo. O que pode acontecer é o bloco descarregar esse leite aqui no Brasil, causando um mal muito grande em toda a cadeia, sobretudo aos produtores de todos os portes, cooperativas e pequenos laticínios”, disse.

O representante informou ainda que a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, mostrou preocupação sobre o assunto e afirmou que está empenhada em resolver a questão.

Produtor de leite está com os dias contados para deixar a atividade

“Nós queremos que o governo reveja essa posição (de suspender a taxa), ficamos felizes que a ministra da Agricultura deu esse apoio, que é uma ameaça muito grande para o setor”, ressaltou.

Compre Rural com informações do Canal Rural.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.