Baixa remuneração faz produtores deixarem a atividade

Baixa remuneração faz produtores deixarem a atividade

PARTILHAR
vaca leiteira assustada olhando por cimada cerca de area farpado
Foto: Divulgação

A produção de leite está novamente dando dor de cabeça aos produtores de Santa Catarina por causa da baixa remuneração.

A informação é produtor Guilherme Werlang, de Chapecó, que representa aproximadamente 1000 bovinocultores de leite e faz parte da Associação Catarinense de Criadores de Bovinos (ACCB). O empresário também é produtor e membro da Comissão da Assembleia Legislativa de SC que trata sobre o tema.

De acordo com ele, os levantamentos revelam que atualmente o produtor não está tendo lucro na atividade. Em média, o produtor recebe R$ 1,50 pelo litro de alta qualidade. Esse percentual está dando para pagar os custos e também manter alguns investimentos na propriedade, como por exemplo, a substituição de alguns animais e compra de equipamentos.

O valor de uma vaca chega a R$ 7 mil, por isso, o produtor precisa receber um bônus maior para garantir o alto padrão. No ano passado, o produtor de leite também enfrentou muitos problemas com relação à remuneração. A média paga pelas empresas ficou em R$ 1,06 o litro, porém o custo foi muito superior tendo como média R$ 1,28.

Werlang explica que é preciso buscar alternativas para manter o produtor no campo produzindo o leite que abastece a população.

Leia também:

Nesse sentido, ele acredita que é preciso ampliar as parcerias com a empresas ligadas ao segmento. É também necessário viabilizar um preço mínimo visando atender os produtores que se mantém na atividade e investindo em produção de qualidade.

Nos últimos anos, pelo menos 40 mil famílias deixaram a atividade no Sul do Brasil devido a baixa remuneração.

A geada registrada nas últimas semanas também provocou perdas nas pastagens que irá obrigar os produtores e buscar alimentação alternativa para o rebanho. Werlang reitera que o custo de produção terá um aumento sensível devido a condição climática que afetou as pastagens.

Como se não bastassem todos essas dificuldades o farelo de soja está com preço em patamar elevado chegando a saca de 50 quilos a R$ 80 aproximadamente.

Vinte mil famílias deixam a produção de leite, entenda!

Fonte: Atual FM

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com