Importações da China tiveram alta de quase 50%

Importações da China tiveram alta de quase 50%

PARTILHAR

O país asiático importou 140 mil toneladas em maio, alta de 15,2% na comparação anual; O mercado do Egito é o segundo maior destino!

As importações chinesas de carnes e miúdos totalizaram 820 mil toneladas em maio deste ano, volume 46,7% maior do que o adquirido em igual mês do ano anterior, informou o Departamento de Alfândegas da China. A despesa com a importação do produto aumentou 56,2%, atingindo US$ 2,44 bilhões no mês. Em relação a abril, as compras do produto recuaram 4,7% em volume. Nos primeiros cinco meses do ano, o país asiático importou 3,85 milhões de toneladas de carnes e miúdos.

As importações de carne suína somaram 370 mil toneladas em maio, volume 86,2% superior ao comprado em igual mês do ano passado. Em valor, o aumento foi de 165,7%, para US$ 1,015 bilhão. No acumulado do ano, o país asiático comprou 1,72 milhão de toneladas de carne suína.

De carne bovina, o país asiático importou 140 mil toneladas em maio, alta de 15,2% na comparação anual. O valor desembolsado com o produto foi 15,8% maior, de US$ 681,36 milhões. De janeiro a maio deste ano, a China comprou 820 mil toneladas de carne bovina do exterior.

A China vem aumentando a importação de carnes após surtos de peste suína africana nos últimos dois anos terem reduzido significativamente o plantel de suínos do país. 

A China se consolidou em maio como o principal destino da carne bovina brasileira. As exportações do Brasil para o gigante asiático saíram de 40,3% em maio de 2019 para 64,8% no mesmo mês deste ano.

Com informações do portal Estadão

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com