Irã abre mercado para gado vivo do Brasil

Irã abre mercado para gado vivo do Brasil

PARTILHAR
boiada
Foto Divulgação.

Os governos dos dois países tratavam do assunto desde 2014; estimativa é de que o Irã tem potencial para adquirir anualmente 100 mil cabeças de bovinos do Brasil

A Organização Veterinária do Irã confirmou nesta segunda-feira (22/10), ao Departamento de Saúde Animal (DSA) do Brasil que o país está apto para exportar gado vivo ao mercado iraniano. O documento, recebido pelo diretor do DSA, Guilherme Marques, informa a aprovação do Certificado Zoossanitário Internacional (CZI) para esses embarques, informou o ministério, em nota.

Os governos dos dois países tratavam do assunto desde 2014. Segundo o Ministério, a estimativa do setor produtivo é de que o Irã tem potencial para adquirir anualmente 100 mil cabeças de bovinos do Brasil, com a perspectiva de expansão a médio prazo, na medida em que avancem as relações comerciais.

“Os constantes acessos a novos mercados para exportação de gado brasileiro impulsionaram esta negociação. Os próximos países que poderão comprar bovinos do Brasil são a Tailândia e a Indonésia”, afirma Marques na nota. De acordo com o executivo, a diversificação de compradores é favorável aos produtores do país e pode favorecer a negociação de outras commodities.

Leia também:

Dados dos últimos sete anos (2010-2017) mostram que os embarques de boi vivo geraram cerca de US$ 3,7 bilhões em divisas. No ano passado, a exportação do setor respondeu pelo faturamento de mais de US$ 276 milhões, e, no acumulado de 2018 até julho, as receitas já atingiram US$ 301 milhões.

Negócio fechado! Árabes irão importar gado vivo brasileiro

POR ESTADÃO CONTEÚDO

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com