Ladrões de gado perdem R$ 45 milhões, veja o vídeo!

PARTILHAR

Caminhão boiadeiro chamou atenção dos polícias que, ao ser parado próximo a um posto da PRF, Um fundo falso na carroceria do veículo, abaixo do gado, carregava drogas!

Uma ação conjunta entre Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Polícia Militar de Goiás (PMGO) apreendeu uma carga de cloridrato de cocaína avaliada em R$ 45 milhões. Os 300 kg em tabletes da droga estavam escondidos em um fundo falso da carroceria de um caminhão boiadeiro. O veículo foi abordado nessa segunda-feira (1º/11) na região de Uruaçu, no norte do estado. Segundo as informações, quadrilha também esta envolvida em roubos de gado na região!

Infelizmente, os bandidos não tem limites e, além do prejuízo causado no campo com os roubos de gado, maquinários e insumos, agora eles estão utilizando artimanhas que prejudica indiretamente os transportadores de gado do país e dificultam ainda mais o transporte dos animais.

O veículo começou a ser monitorado ainda no Mato Grosso, de onde tinha saído. Informações foram compartilhadas entre as polícias dos dois estados e ele passou a ser seguido. No momento da abordagem, o caminhão não levava animais.

Vídeos feitos no momento da apreensão mostram os policiais, com apoio de bombeiros de Uruaçu, serrando as ferragens da carroceria do caminhão. Primeiro é feito um corte no fundo para localizar o material escondido.

Fundo falso de caminhão recheado com 195 kg de pasta base + 104 kg de cocaína. Prejuízo para o crime avaliado em mais de 42 milhões de reais. 

A ocorrência teve êxito, graças ao frutífero compartilhamento de informações entre as agências de inteligência da PRF/MT, PRF/GO, e Polícia Militar dos dois estados, resultando na abordagem exitosa. A PRF estima um prejuízo de R$ 45 milhões para a organização criminosa, fato que impacta sobremaneira o alicerce do crime organizado.

Depois, é feito o corte para retirar todo o fundo. Os tabletes da cocaína estavam bem acondicionados debaixo do piso onde o gado vai.

O motorista de 48 anos e sua esposa de 39 anos foram presos em flagrante e encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil de Uruaçu. Em depoimento, ele informou que receberia cerca de R$ 20 mil para levar carga de cloridrato de cocaína do estado do Mato Grosso até a região norte de Goiás.

Rota

Goiás é, atualmente, uma das principais rotas de tráfico do Brasil. Por sua localização central, o estado é passagem para droga que vem de outros países e chega ao Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, por exemplo.

A criatividade dos traficantes tem sido cada vez maior. Além do uso de fundos falsos, os criminosos também têm tentado disfarçar a droga em meio a cargas. Recentemente, também em Goiás, por exemplo, foram apreendidos carregamentos de cocaína dentro de cargas de sementes de algodão.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com