Leilão Nacional Angus e Brangus fatura R$ 1,78 milhão

Leilão Nacional Angus e Brangus fatura R$ 1,78 milhão

PARTILHAR
touros-brangus-gap-genetica
Foto: Divulgação

Evento teve pista limpa e atraiu compradores de quatro Estados, comprovando o bom momento da raça Brangus; confira as médias do leilão

O bom momento da raça Brangus foi comprovado na noite da última sexta-feira (28/5) durante o Leilão Nacional Angus e Brangus. O evento, que registrou um faturamento de R$ 1,78 milhão, foi realizado a partir das 20h no recinto de leilões do Parque de Exposições da Agrícola e Pastoril, em Uruguaiana, na Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul.

O leilão, que teve transmissão ao vivo pela TV El Campo, atraiu compradores de quatro Estados do Brasil – Mato Grosso, São Paulo, Paraná e Rio Grande do Sul. Entraram em pista 260 animais – um macho e 259 fêmeas das raças Angus e Brangus – com maior número de exemplares apresentado pela raça sintética.

A média das vacas prenhes Brangus ficou em R$ 5,9 mil, enquanto a média das fêmeas prenhes Aberdeen Angus foi de R$ 5,6 mil. A média das vacas prenhes Red Angus ficou em R$ 5,7 mil. As receptoras Brangus tiveram média de R$ 10 mil, enquanto as terneiras Brangus tiveram média de R$ 14,5 mil. As vacas prenhes Brangus e as vacas prenhes Red Brangus 38 B terminaram o leilão com média de R$ 7 mil.

Médias do Leilão Nacional Angus e Brangus

  • ABERDEEN ANGUS VACAS PRENHES R$ 5,6 MIL
  • BRANGUS VACAS PRENHES R$ 5,9 MIL
  • RED ANGUS VACAS PRENHES R$ 5,7 MIL
  • BRANGUS RECEPTORAS R$ 10 MIL
  • BRANGUS TERNEIRAS R$ 14,5 MIL
  • BRANGUS VACAS PRENHES 38 B R$ 7 MIL
  • BRANGUS TOUROS DOIS ANOS R$ 18 MIL
  • RED BRANGUS VACAS PRENHES 38 B R$ 7 MIL

O único touro ofertado na noite, o Brangus tatuagem 593, foi vendido por R$ 18 mil. O macho, de dois anos, pertencia ao presidente do Núcleo Brangus Sul, Luiz Fernando Cezar da Silva, da Fazenda São Manoel, de Santa Maria (RS). No entanto, o animal mais valorizado do remate foi uma terneira irmã da Laranja, Campeã da Expointer. Uma cota de 50% da fêmea foi vendida por R$ 17,5 mil. O segundo animal mais valorizado foi a vaca Brangus tatuagem 566, também de propriedade de Luiz Fernando Cezar da Silva. O animal, que está prenhe, foi adquirido pela Cabanha Anjo da Guarda, de Uruguaiana, por R$ 20 mil.

O leiloeiro Pedro Sanchotene Martins Bastos, da Tellechea & Bastos Leilões, destacou que as médias do Remate Nacional Angus e Brangus superaram as expectativas. “Vendemos tudo, graças a Deus”, observou. As médias do leilão foram muito boas e mostram o bom momento da pecuária e, em especial, da raça Brangus, que produz carne de altíssima qualidade”, disse. O leiloeiro afirmou que os animais da raça Brangus estarão ainda mais valorizados na temporada de primavera. “A média deverá ficar entre R$ 18 mil a R$ 20 mil”, projeta Bastos.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.