Leite: Indústrias reduzem produção de queijo

Leite: Indústrias reduzem produção de queijo

PARTILHAR
Foto: Divulgação

Scot Consultoria afirma que laticínios aumentaram a destinação da matéria-prima para a produção de leite UHT; Com fechamento do comércio, indústrias reduzem produção de queijo.

Os preços dos lácteos no mercado atacadista recuaram na primeira quinzena de abril. Considerando a média de todos os produtos pesquisados pela Scot Consultoria, a queda foi de 0,2% frente a segunda metade de março.

O leite longa vida (UHT) foi o produto com a maior desvalorização, de 4,6% na primeira metade deste mês. Isso aconteceu porque com um maior impacto na cadeia produtiva do queijo, devido ao fechamento de restaurantes e redes de food service, houve uma maior destinação do leite captado pelas indústrias para produção do leite UHT.

Além disso, os varejistas continuam trabalhando com estoques regulados e um consumo mais comedido pela população, passado o movimento de corrida aos supermercados para estocagem, que contribuíram para o cenário de baixa.

Para a segunda quinzena de abril, a incerteza quanto ao consumo persiste em função do período de quarentena, o que mantém o viés de baixa, principalmente para os produtos de maior valor agregado.

Dados da Scot Consultoria

Os preços dos lácteos no mercado atacadista recuaram na primeira quinzena de abril. Considerando a média de todos os produtos pesquisados pela Scot Consultoria, a queda foi de 0,2% frente a segunda metade de março. 

O leite longa vida (UHT) foi o produto com a maior desvalorização, de 4,6% na primeira metade deste mês. Veja a figura 1. 

Figura 1. Preços médios do leite longa vida (UHT) no atacado, por quinzena em 2020, em R$ por litro.

Fonte: Scot Consultoria – www.scotconsultoria.com.br 

Com um maior impacto na cadeia produtiva do queijo devido ao fechamento de restaurantes e redes de food service, houve uma maior destinação do leite captado pelas indústrias para produção do leite UHT. 

Além disso, os varejistas trabalhando com estoques regulados e um consumo mais comedido pela população, passado o movimento de “corrida” aos supermercados para estocagem, contribuíram para o cenário de baixa. 

Para a segunda quinzena de abril, a incerteza quanto ao consumo persiste em função do período de quarentena, o que mantém o viés de baixa, principalmente para os produtos de maior valor agregado. 

Compre Rural com informações da Scot Consultoria e Canal Rural

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com