Meganavio entala em canal e causa trânsito inédito; fotos

Meganavio entala em canal e causa trânsito inédito; fotos

PARTILHAR
O navio Ever Given encalhou no canal de Suez; ele pode transportar 20 mil contêineres de 6 metros / Foto: Marine Traffic/Paul Hiett

Um cargueiro de 220 mil toneladas e 400 metros de comprimento foi atingido por uma rajada de vento e encalhou em uma das principais passagens náuticas do mundo

Um grande navio de carga encalhou na terça-feira (24) no Canal de Suez, no Egito, depois de ter sido atingido por uma rajada de vento, e causou um grande congestionamento naval no canal, uma das passagens mais importantes para o comércio mundial. O navio chama-se Ever Given, pesa 220 mil toneladas e tem 400 metros de comprimento e, por essas dimensões, é considerado um meganavio.

O Ever Given, que foi construído em 2018 tinha como destino o porto de Rotterdam, na Holanda. O Ever Given está encalhado no sul do canal. Já houve tentativas de recolocá-lo em flutuação, mas isso não aconteceu.

Inicialmente, pensou-se que o navio tinha ficado sem energia, mas a empresa que o opera, a Evergreen Marine Corp, afirmou que o cargueiro encalhou depois de uma rajada de vento.

Imagem aérea mostra cargueiro encalhado no Canal de Suez, em 23 de março de 2021 — Foto: Planet Labs Inc./AP
Imagem aérea mostra cargueiro encalhado no Canal de Suez, em 23 de março de 2021 — Foto: Planet Labs Inc./AP

Meteorologistas do Egito afirmaram que de fato houve fortes ventos na terça-feira, que chegaram a 50 km/h.

A tripulação está segura, disse a empresa Bernhard Schulte Shipmanagement, que gerencia o cargueiro. Não houve vazamento de óleo.

Imagem do site Vesselfinder mostra trânsito no Canal de Suez na quarta-feira (24) — Foto: Reprodução/Vesselfinder.com
Imagem do site Vesselfinder mostra trânsito no Canal de Suez na quarta-feira (24) — Foto: Reprodução/Vesselfinder.com

O navio bloqueou o canal. Isso pode ter um efeito significativo no tráfego entre o Mar Mediterrâneo e o Mar Vermelho, disse Salvatore Mercogliano, um ex-marinheiro mercantil e professor de história da Universidade Campbell, nos Estados Unidos.

“Todos os dias, cerca de 50 navios passam pelo canal”, disse ele. O professor afirma que cada dia que o canal fica fechado implica atrasos na entrega de comida, combustível e produtos industrializados que são comercializados entre a Europa e a Ásia.

Detalhe do meganavio que encalhou no Canal de Suez, no Egito, em 23 de março de 2021 — Foto: Suez Canal Authority/Reuters

Preço do petróleo sobe

Os preços do petróleo subiam depois que um navio encalhou no Canal de Suez, o que gerou preocupações sobre a oferta, embora temores de uma lenta recuperação na demanda devido a “lockdowns” na Europa tenham limitado os ganhos. Oito navios rebocadores tentavam nesta quarta-feira, desencalhar um longo navio de contêineres de 400 metros que bloqueava a passagem no Canal de Suez, uma das mais importantes vias marítimas do mundo.

“O potencial impacto sobre a oferta levantou os preços”, disse Jeffrey Halley, da corretora OANDA, sobre o incidente em Suez, embora com a ressalva de que a questão parece temporária. Por outro lado, pesavam contra os preços a renovação pela Alemanha de seu lockdown, até 18 de abril, bem como a reimposição de restrições na Itália, na França e outros países europeus.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.