Mercado da soja segue de olho nos EUA, diz Agrifatto

Mercado da soja segue de olho nos EUA, diz Agrifatto

PARTILHAR
duas colheitadeiras descarregando soja no caminhao
Foto: Fazendas Milanesi Buriti

Mercado da soja norte-americana se posicionou na quarta-feira de olho nos números de oferta e demanda que serão divulgados hoje pelo USDA.

O mercado brasileiro de soja continuou sem grandes volumes negociados, com a referência para negócios nos portos brasileiros se aproximando dos R$ 151,00/sc. O farelo de soja seguiu caminho parecido a oleaginosa nos últimos dias, apresentando desvalorização e chegando ao menor ontem ao menos valor dos últimos 45 dias em Rio Verde/GO.

Depois de três dias consecutivos de queda, o preço da soja em Chicago voltou a registrar valorização, subindo 1,04% na quarta-feira, sendo negociado a US$ 11,64/bu. A alta se deve principalmente ao posicionamento dos traders antes do relatório de oferta e demanda que o USDA divulgará hoje.

Boi gordo

Ontem, quarta-feira, o dia foi de concretização dos ajustes negativos no mercado atacadista paulista de carne bovina. Confirmando a especulação baixista, a carcaça casada bovina passou a ser negociada a R$ 16,30/kg, caindo aproximadamente R$ 0,70/kg. Apesar da desaceleração no atacado, no varejo os preços praticados estão estáveis, o que reduz a possibilidade de melhora no desempenho das vendas ao consumidor final. 

Na B3, o contrato mais negociado do dia, o dezembro/20 encerrou o dia com queda de 0,10% ante a véspera, sendo cotado a R$ 257,75/@. Para o janeiro/21 o dia foi positivo, com alta de 0,36%, fechando a R$ 252,00/@.

Milho

Após nove dias em queda, o preço do milho no mercado físico paulista voltou a valorizar nessa quarta-feira. O movimento negativo que estava acontecendo nos últimos dias foi interrompido pela alta observada desde ontem no mercado futuro, com os contratos com vencimentos mais curtos batendo no limite de alta por dois dias consecutivos. O vencimento para março/21 registrou alta de 5,00%, sendo negociado a R$ 76,02/sc.

Nos EUA, o contrato para março/21 avançou 0,95%, sendo negociado a US$ 4,24/bu. A movimentação mais tímida do mercado nesta quarta-feira se deve a espera pelo relatório de oferta e demanda que o USDA divulgará hoje, quinta-feira. A leve alta foi capitaneada pelo anúncio de novas vendas de milho para o México.

Fonte: Agrifatto

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.