Mercado de boi fecha novembro com forte alta

PARTILHAR
Boiada Tabapuã na Fazenda Mutema
Foto: Jadir Bison

Em Cuiabá (MT), a arroba era negociada a R$ 310, uma valorização de 28% em relação aos R$ 242 verificados no início do mês

O mercado brasileiro de boi gordo fechou o mês de novembro com forte valorização nos preços da arroba. Segundo analistas de Safras & Mercado, é o quadro de ofertas bastante restritas de animais terminados, prontos para o abate, que vem garantindo o suporte aos preços.

Diferentemente do cenário de queda verificado no mercado de boi em outubro, os preços reagiram de forma bastante expressiva ao longo de novembro. Em Cuiabá (MT), a arroba era negociada a R$ 310, uma valorização de 28% em relação aos R$ 242 verificados no início do mês.

A tendência, segundo os analistas, é que os preços sigam avançando no curto prazo, embora haja uma limitação que pode vir a ser observada a partir da segunda quinzena de dezembro. Até lá os frigoríficos atendem o varejo, visando maior demanda das festas do final do ano.

No atacado, os preços mostram forte valorização também. Os cortes de dianteiro eram negociados nesta terça-feira, 20/11, por R$ 16 reais, um aumento expressivo de 20,3% frente aos preços aplicados no começo do mês. Os preços dos cortes traseiros giravam em torno de R$ 23, um avanço de 12,7%, se comparados aos valores praticados do início de novembro.

No atacado, a tendência é de alta no curto prazo, mas com limitação. Os preços da carne de boi estão proibitivos diante do cenário de crise econômica porque passa a maioria da população brasileira, e, segundo os analistas, pode haver migração para proteínas mais acessíveis, como a carne de frango e suína.

Fonte: Safras & Mercado

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR