Milho: B3 sobe e mexe nos preços em algumas praças

Milho: B3 sobe e mexe nos preços em algumas praças

PARTILHAR
agronegocio-milho-parana-
Foto: Divulgação

Os preços do milho tiveram valorização ontem, 08, na B3 e acabou favorecendo o movimento de alta em algumas praças pelo país, veja!

Segundo a Agrifatto. o dia foi de movimentação inversa no mercado físico e futuro do milho brasileiro. Em São Paulo, as negociações permaneceram travadas nessa terça-feira, com os compradores ainda forçando os valores ofertados para baixo e os vendedores, de olho na valorização da B3, mantendo a pedida acima dos R$ 73,00/sc.

No final do dia, a referência para negócios se estabeleceu próximo dos R$ 72,50/sc. Na B3, o contrato para março/21 fechou o dia com alta de 5,00% (limite de alta), cotado a R$ 72,40/sc.

Sem grandes novidades surgindo no mercado norte-americano, o preço do milho em Chicago registrou queda de 1,00% no contrato para março/21, sendo negociado a US$ 4,20/bu. O mercado está se preparando para o relatório de oferta e demanda que o USDA divulgará amanhã.

O mercado brasileiro de milho teve um dia de cotações pressionadas na maior parte das regiões. Porém, o limite de alta alcançado no milho na B3, no mercado futuro, surpreendeu e deu sustentação aos preços em algumas praças, com destaque para São Paulo, onde os valores subiram. Houve menor fixação de oferta em algumas regiões, o que deu suporte aos preços.

Mas, em linhas gerais, os consumidores de maior porte ainda sinalizam para algum conforto em seus estoques, e também não atuaram ativamente no decorrer da terça-feira, 8, como coloca o analista de Safras & Mercado, Fernando Henrique Iglesias. E isso pesa sobre os preços.

No Porto de Santos, o preço ficou em R$ 69/74 a saca. No Porto de Paranaguá (PR), a saca ficou entre R$ 69/74.

No Paraná, a cotação ficou em R$ 70/73 a saca em Cascavel. Em São Paulo, o preço chegou a R$ 69/70 na Mogiana. Em Campinas CIF, o valor chegou a R$ 72/73,50 a saca.

No Rio Grande do Sul, o preço ficou em R$ 83/85 a saca em Erechim. Em Minas Gerais, a cotação chegou a R$ 66/70 a saca em Uberlândia. Em Goiás, o preço esteve em R$ 69 – R$ 71 a saca em Rio Verde – CIF. No Mato Grosso, o preço ficou a R$ 63/67 a saca em Rondonópolis.

Com informações da Agrifatto e Agência Safras

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.