Morte de ladrões de gado e gado recuperado em leilão

Morte de ladrões de gado e gado recuperado em leilão

PARTILHAR

As ações da polícia chegam para tentar mitigar o efeito da criminalidade no campo, evitar os furtos de gado e os prejuízo que esses bandidos causam ao produtor!

Na manhã de sábado (5), dois homens de 46 e 59 anos foram presos em flagrante por furto de gado – abigeato –  e receptação, além de associação criminosa. O crime foi descoberto em um leilão na cidade de Rio Negro, a 163 quilômetros de Campo Grande.

Equipe do Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Banco e Resgate a Assaltos e Sequestros) foi até a cidade do interior após receber informação de que em um leilão da cidade havia um lote de gado furtado. Os animais foram remarcados e seriam leiloados.

Com apoio das delegacias de Rio Negro e Camapuã, os policiais foram até a sede do leilão, onde constataram que o homem de 59 anos tinha levado 34 bovinos à venda. No entanto, na nota fiscal e na guia de trânsito animal constavam apenas 15 vacas, animais diversos dos que estavam ali.

No interrogatório, o homem confessou que tinha furtado os animais. Já o responsável pelo leilão, por ter recebido os animais e sabendo da divergência de informações, estaria ciente do crime. Os animais chegaram a serem remarcados para a venda.

Os autores acabaram detidos em flagrante e encaminhados para a delegacia por associação criminosa, furto e receptação qualificados. O autor do furto dos animais já tinha passagem pelo mesmo crime.

Ladrões de gado são mortos pela PM após fazerem idosos reféns

Um casal de idosos, de 80 anos, foi feito refém por assaltantes em uma fazenda de Arenópolis, no oeste de Goiás. De acordo com a Polícia Militar, os criminosos pediram ajuda aos moradores para consertar um carro, mas, na verdade, queriam roubar 100 cabeças de gado da propriedade. Durante a abordagem policial, os três suspeitos morreram.

De acordo com o major do batalhão rural Ygor Klay Morais Leite, cinco caminhões que seriam usados para transportar o gado estavam na propriedade. Segundo ele, os caminhoneiros foram contratados pelos criminosos, mas, ao perceberam que a carga não tinha nota fiscal, se recusaram a transportar os animais.

A equipe policial informou ainda que revidou os tiros e os três suspeitos, que não tiveram nomes nem idades divulgadas, foram atingidos. Uma equipe de socorro foi acionada, mas os suspeitos morreram no local.

Ainda conforme a corporação, um dos suspeitos já possuía diversas passagens por furtos e roubos de gado. Com o trio, foram apreendidos dois revólveres e uma pistola. O caso será investigado pela Polícia Civil de Iporá.

A criminalidade no campo está em constante evolução, segundo os relatos das ocorrências, os ladrões tem utilizado até tecnologias de ponta para poder programar os roubos. Utilizando drones, os ladrões conseguem vistoriar o gado e programar as rotas de fuga.

Outro ponto que dificulta a abordagem pela polícia é a distância das propriedades e o menor número de policiais disponíveis para essas operações. Chegou a hora das autoridades competentes olharem melhor para tal situação.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.