Milho com preço estável e em liquidação

PARTILHAR
caminhao cheio de milho carregado na roca
Foto: Wenderson Araujo/Trilux

Mercado com movimento de liquidação no interior para deixar espaço livre para a entrada da soja em janeiro, levando a saca a R$86,00/sc.  Confira!

Mercado com movimento de liquidação no interior para deixar espaço livre para a entrada da soja em janeiro, levando a saca em Campinas/SP a se aproximar dos R$86,00/sc. Já na B3, os contratos futuros fecharam o dia em queda influenciado pelo mercado físico, o vencimento novembro/21 recuou 0,40% sendo avaliado em R$ 88,63/sc.

A expressiva queda do petróleo fez com que os futuros do milho recuassem na CBOT, devido à concorrência direta entre a gasolina e o etanol, que é produzido principalmente pelo cereal nos EUA. O vencimento dezembro/21 ficou valendo US$ 5,59/bu, desvalorização de 0,84%.

Boi Gordo

Com a primeira semana de nov/21 mais curta devido ao feriado prolongado, o mercado físico do boi gordo segue caminhando em um ritmo devagar, no entanto, a referência de preços continua a apontar para cima, não à toa os negócios em São Paulo já se concretizam próximo aos R$ 270,00/@. Na B3, o contrato futuro de boi gordo com vencimento para nov/21 fechou o dia cotado em R$ 277,45/@, valorizando 1,48 % no comparativo diário.

Já no mercado atacadista de carne bovina, a demanda pela proteína bovina aumentou consideravelmente.  O aquecimento repentino pode ser explicado pela maior capitalização dos consumidores, como é esperado pela sazonalidade, devido ao recebimento dos salários e primeira parcela do décimo terceiro.

Como a oferta estava ajustada para o cenário mais moroso do final de out/21, esta semana, os principais cortes bovinos passaram por reajustes positivos, e agora a carcaça casada bovina está cotada a R$ 17,50/kg. 

Soja

Acompanhando a forte queda em Chicago, a soja recua no mercado físico brasileiro, o avanço do dólar ajudou a minimizar o movimento. Em Paranaguá/PR, a oleaginosa foi comercializada a R$ 166,00/sc.

A soja brasileira mais competitiva a partir de janeiro, expectativas de maior produtividade da soja norte-americana e o clima favorável para a safra na América do Sul, trouxeram forte desvalorização nos futuros CBOT da oleaginosa. O vencimento novembro/21 caiu 1,81% e ficou cotado a US$ 12,09/bu

Fonte: Agrifatto

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.