Milho: Mercado segue em busca do grão dourado

Milho: Mercado segue em busca do grão dourado

PARTILHAR
Foto: Fotografias Cardoso

Oferta escassa no mercado interno trava embarques para fora do país e mantém preço do milho em trajetória ascendente. Confira abaixo como está o mercado!

Com o dólar voltando aos R$ 5,74 e a dificuldade latente em encontrar milho no mercado interno, o preço do cereal seguiu avançando, a referência para negócios em Campinas/SP agora é de R$ 96,00/sc. Na B3, o dia foi de valorização para todos os contratos futuros, com destaque para o vencimento em setembro/21, que registrou alta de 1,64% no comparativo diária, fechando o dia cotado a R$ 91,46/sc.

A prioridade de abastecimento e de preços segue sobre o mercado interno, desta forma, as exportações continuaram desacelerando, fechando a primeira semana útil de abril/21 com pouco mais de 1,07 mil toneladas embarcadas.

Desta forma, a média diária estabeleceu-se em 179,5 mil toneladas, 98% inferior a março/21 e 46,38% a menos do que no mesmo período do ano passado. Como dito anteriormente, o foco segue no abastecimento do mercado interno.

Boi Gordo

Com os preços da carcaça bovina no atacado renovados para cima e a indefinição das vendas do final de semana, as referências de negociação para a segunda-feira foram nominais. O boi gordo no mercado físico paulista tem como referência os R$ 320,00/@ para o animal comum e R$ 325,00/@ aquele destinado à exportação. Na B3, o contrato para maio/21 fechou mais um dia com valorização, ficando cotado a R$ 315,80/@, alta de 0,25% no dia.

Com um resultado relativamente surpreendente, os embarques de carne bovina fecharam a primeira semana útil do mês de abril/21 com 38,13 mil toneladas enviadas para fora do país. Desta forma, a média diária parcial do mês estabeleceu-se em 6,35 mil toneladas, 9,23% superior a março/21 e 9,29% acima do mesmo período do ano passado. Se mantido este desempenho, a expectativa é de que sejam enviadas mais de 120 mil toneladas neste mês.

Soja

O preço da oleaginosa brasileira continua a ignorar a movimentação indecisa de Chicago e fechou o dia com mais uma alta no mercado físico, ficando cotada a R$ 175,00/sc em Paranaguá/PR. A força para a valorização veio do dólar e dos prêmios pagos nos portos, sendo que o com vencimento para maio/21 atingiu os US$ 0,35/bu, maior valor desde a segunda semana de fevereiro/21.

Enquanto o milho derrapa, a soja segue avançando nos seus embarques para fora do país. Foram 5,78 milhões de toneladas enviadas para fora do país nos primeiros seis dias úteis de abril/21, desempenhando uma média diária de 964,17 mil toneladas, 64,39% superior ao volume diária embarcado em março/21 e 29,81% acima do que fora registrado no mesmo período do ano passado.

Fonte: Agrifatto

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com