Milho: Movimento de queda perde força

Milho: Movimento de queda perde força

PARTILHAR
Foto: Renata Silva

A sustentação está atrelada às recentes valorizações do dólar, que fizeram com que vendedores voltassem as atenções à paridade de exportação.

Em parte das regiões acompanhadas pelo Cepea, o movimento de baixa nas cotações do milho perdeu força nos últimos dias. De 12 a 19 de junho, o Indicador ESALQ/BM&FBovespa (região de Campinas-SP) subiu 0,49%, a R$ 47,15/saca de 60 kg na sexta-feira, 19 – na parcial do mês (até o dia 19), contudo, o Indicador acumula queda de 6,06%.

Pesquisadores do Cepea afirmam que a sustentação está atrelada às recentes valorizações do dólar, que fizeram com que vendedores voltassem as atenções à paridade de exportação e, consequentemente, reduzissem a oferta no mercado interno.

Compradores, por sua vez, seguem adquirindo lotes pontuais e suficientes para o curto prazo, ainda à espera de um ritmo mais acelerado da colheita em julho.

Fonte: Cepea

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com