Milho: Produção deve ser de 113,5 mi de ton na safra 20/21

PARTILHAR
milho
Foto: Paulo Kurtz

A estimativa da Agência Safras é de que o país tenha uma produção de 113,5 milhões de toneladas, considerando todos os ciclos da cultura.

A produção brasileira de milho deve totalizar 113,5 milhões de toneladas na safra 2020/2021. A expectativa é da consultoria Safras e Mercado, que atualizou suas projeções para a cultura, nesta sexta-feira (15/1). A estimativa anterior da empresa era de uma produção de 112.865 milhões de toneladas considerando todos os ciclos da cultura no Brasil.

Se o número atual for confirmado, será um crescimento de pouco mais de 6,6 milhões de toneladas em relação ao estimado pela consultoria para a safra de milho 2019/2020, de 106.833 milhões de toneladas.

O colheita da primeira safra foi reajustada de 19.052 milhões para 19.332 milhões de toneladas. O número para a segunda safra passou de 83.725 milhões para 84.027 milhões de toneladas. Já a previsão para o milho das regiões Norte e Nordeste foi revisada de 10.087 milhões para 10.036 milhões de toneladas.

IBGE aponta safra recorde de grãos com 260,5 milhões de ton

A safra nacional de grãos deve atingir mais um recorde, o terceiro consecutivo, em 2021, somando 260,5 milhões de toneladas, com crescimento de 2,5% em relação ao ano anterior. Já a estimativa final para a produção de cereais, leguminosas e oleaginosas de 2020 totalizou 254,1 milhões de toneladas, confirmando o recorde esperado. As informações são do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA), divulgado hoje (13), pelo IBGE.

A soja continua em alta, sendo que as estimativas iniciais (129,7 milhões de toneladas) indicam um aumento de produção de 6,8% (8,2 milhões de toneladas) em relação ao que foi colhido em 2020 e de 1,5% em relação ao segundo prognóstico (divulgado em dezembro). Já para o milho é esperado um declínio de 1,5% (menos 1,5 milhão de toneladas) em relação a 2020, embora tenha havido um aumento de 1,6% frente à estimativa anterior.

“Em função dos preços mais compensadores da soja, em relação ao milho, os produtores são estimulados a ampliar suas áreas de cultivo da oleaginosa, que em 2021 deve representar mais de 57% da área total utilizada para o plantio de grãos do país”, avalia o analista de Agropecuária do IBGE, Carlos Barradas.

A produção de algodão herbáceo, após três anos de recordes, deve chegar a 6,1 milhões de toneladas, com redução de 0,6% em relação ao segundo prognóstico e de 14,0% em relação ao que foi colhido em 2020.

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.