Milho saca chega a R$ 90, mas com oscilações pelo país

PARTILHAR
Colheita do Milho
Foto: Divulgação

Os preços do milho variaram de acordo com a disponibilidade de oferta no mercado interno, mas a saca atingiu o preço recorde de R$ 90,00, confira!

O mercado brasileiro de milho registrou preços pouco alterados nesta terça-feira, 24. Houve acomodação, com leves baixas em algumas regiões, mas suporte em outras, dependendo da disponibilidade do milho. Houve alguma oferta melhor regional, indicou o consultor de Safras & Mercado, Paulo Molinari. No geral, prevaleceu a calmaria na comercialização.

No Porto de Santos, o preço da saca de milho ficou em R$ 76/83. No Porto de Paranaguá (PR), o valor chegou a R$ 75 a saca.

No Paraná, a cotação ficou em R$ 77/80 a saca em Cascavel. Em São Paulo, o preço ficou em R$ 80/82 na Mogiana. Em Campinas CIF, a saca foi negociada entre R$ 82/82,50.

No Rio Grande do Sul, o preço ficou em R$ 86/90 a saca em Erechim. Em Minas Gerais, a cotação foi de R$ 75/77 a saca em Uberlândia. Em Goiás, o preço esteve em R$ 71 – R$ 73 a saca em Rio Verde – CIF. No Mato Grosso, a saca de milho foi vendida por R$ 70/73 a saca em Rondonópolis.

Segundo Agrifatto

Em mais um dia sem um grande volume de negócios, o preço do milho no mercado físico paulista recuou seguindo o caminho do dólar. A referência para negócios em São Paulo voltou a ser os R$ 80,00sc/sc, no entanto, o volume de negociações efetivadas continua muito baixo já que os compradores se mantêm distante. Na B3, o contrato para janeiro/21 caiu 0,15%, fechando a terça-feira nos R$ 80,46/sc.

O mercado de milho nos EUA se preparou para o feriado de ação de graças nesta terça-feira, o contrato para mar/21 variou negativamente 0,17%, sendo negociado nos US$ 4,33/bu.

Além desta realização de lucros pré-feriado, a ausência de novas vendas externas também atuou para a leve desvalorização nas cotações do milho norte-americano.

Com informações da Agência Safras e Agrfatto

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.