Milho: saca estabilizada nos R$ 101,00 e preocupa setor

PARTILHAR
Colheita de milho. Espiga de milho. Grãos. Colheitadeira
Foto: Wenderson Araujo/Trilux

A ponta compradora está mais retraída aguardando melhores oferta, especialmente em SP e PR onde a colheita está mais atrasada, confira!

A ponta compradora está mais retraída aguardando melhores oferta, especialmente em SP e PR onde a colheita está mais atrasada, com isso os poucos negócios seguem com a saca estabilizada nos R$ 101,00 em Campinas/SP. Os futuros do cereal na B3 têm novas correções se alinhando da paridade de importação, o contrato setembro/21 encerrou o pregão de quarta-feira em R$ 95,30/sc, recuo diário de 1,77%.

O recuo dos preços do petróleo e o ritmo menor da demanda do milho nos EUA produção de etanol levaram novos recuos para os futuros do cereal em Chicago. O contrato setembro/21 registrou queda diária de 0,68% e encerrou o dia em US$ 5,45/bu.

Boi Gordo

Com expectativas na retomada de consumo da proteína bovina no mercado interno e de avanço nas exportações para os próximos dias, o mercado físico do boi gordo registrou maiores fluxos de negócios.

Com destaque para os animais com padrão exportação, que chegaram ao preço de R$ 325,00/@. Na B3, o vencimento para outubro/21 fechou o dia cotado a R$ 325,85/, valorizando 0,25% no comparativo diário.

No mercado atacadista paulista de carne bovina, os preços se mantêm inalterados, mesmo com a perspectiva de salários na primeira semana do mês e com a proximidade das festividades do dia dos pais. A expectativa é em melhora no escoamento conforme o passar dos dias. Enquanto isso, a carcaça casada bovina permanece cotada em R$ 19,50/kg.

Soja

O avanço dos futuros da soja na CBOT e a sustentação dos prêmios de exportação elevam o preço da soja negociada em Paranaguá/PR para os níveis R$ 170,00.

Apesar de previsão climática favorável para as lavouras norte-americanas, o mercado ainda se preocupa em relação a produtividade do grão, levando valorização para os futuros da oleaginosa em CBOT. O futuro com vencimento para agosto/21 valorizou 0,81% no dia e encerrou a quarta-feira valendo US$ 14,03/bu.

Fonte: Agrifatto

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.