Morre um grande pecuarista brasileiro, Waldemar Neme!

Morre um grande pecuarista brasileiro, Waldemar Neme!

PARTILHAR

Mais uma grande perda na pecuária zebuína foi registrada na manhã de hoje (22). Waldemar Neme faleceu em Londrina (PR), aos 87 anos. Confira!

A pecuária brasileira tem grandes nomes que se destacam e que foram fundamentais para a difusão e crescimento de técnicas e melhorias no setor. Infelizmente, hoje nos despedimos de um dos grandes pecuaristas desse Brasil, o Waldemar Neme, que fez parte da ABCZ.

Engenheiro agrônomo e paulista de Pederneiras, Waldemar adotou Londrina como sua casa desde 1955. Considerado um dos grandes responsáveis pela disseminação do melhoramento genético da raça Nelore por várias regiões brasileiras, o pecuarista integrava o quadro de associados da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ) desde 1968.

Waldemar participou efetivamente da política classista, sendo presidente da Associação dos Criadores da Raça Gir, fundador da Associação dos Neloristas do Paraná e do Núcleo dos Criadores de Maringá, diretor do Serviço Genealógico da Sociedade Rural do Paraná, membro do Conselho Fiscal e Administrativo da Sociedade Rural do Paraná.

Na ABCZ foi membro do Conselho Consultivo da entidade pelo estado do Paraná nas gestões de 2004/2007, 2007/2010 e 2010/2013.

Em 2010, Waldemar estampou a lista dos homenageados com o troféu ‘Mérito ABCZ’, na categoria ‘Nacional’. O troféu foi entregue em reconhecimento ao trabalho e contribuição para o crescimento da pecuária zebuína

A ABCZ se solidariza com a família lamentando profundamente a perda.

O agropecuarista Waldemar Neme faz parte de uma família que muito contribuiu e continua contribuindo para a agricultura e pecuária regional e nacional, membros ativos da SRP. É irmão do ex-presidente Luiz Roberto Neme e tio do também ex-presidente, Edson Neme F. Ruiz. Waldemar deixa um filho, Guilherme Neme, que já fez parte da diretoria jovem da entidade.

A história de Waldemar com a pecuária nacional iniciou em 1961. Tornou-se sócio da SRP em 63 e já em 64 assumiu a direção do Serviço de Registro Genealógico (da ABCZ), substituindo Celso Garcia Cid, que foi o primeiro diretor em Londrina. Em 1968 assumiu novamente a direção do Registro.

Como Waldemar Neme mesmo disse no livro “A Colheita da Vida”, de Maria Lúcia Vitor Barbosa, “sempre acompanhei a Sociedade Rural do Paraná fazendo parte da diretoria, seja na parte técnica, seja no Conselho Fiscal”. Ele foi Diretor de Pecuária de Corte (1980/1982); 2º vice-presidente (1966/1968); membro do Conselho de administração em sete gestões, sendo a última em 2004/2006 e por três vezes membro do Conselho Fiscal da SRP.

Amigos se despedem nas redes sociais

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.