Mulher morre após perna ser sugada na máquina forrageira

Mulher morre após perna ser sugada na máquina forrageira

PARTILHAR
Foto Divulgação.

Os acidentes com máquinas agrícolas estão crescendo e cada vez mais. Agora foi uma mulher que teve sua perna sugada por uma colheitadeira!

O Corpo de Bombeiros de Xanxerê atendeu, por volta das 11h30min desta segunda-feira (23), um acidente de trabalho. O fato foi registrado na Linha Baliza, interior do município. No local, os socorristas encontraram uma mulher de 44 anos já em óbito.

Os acidentes com máquinas agrícolas são crescentes dentro do agronegócio, criando uma grande preocupação para o setor. É preciso ter grande cuidado no manuseio desses implementos, um simples erro pode causar prejuízos enormes e até a morte dos operadores. O caso apresentado nessa matéria ocorreu com uma máquina de colher forragem. Confira!

Conforme informações do tenente-coronel Walter Parizotto, a mulher prendeu uma das pernas em uma máquina forrageira.

– A máquina forrageira trabalha junto com o trator e, possivelmente, ficou uma espiga de milho presa e ela colocou o pé, momento em que foi sugada para dentro do equipamento – disse Parizotto.

A vítima foi identificada como Rosane Menin Cruz, 44 anos. O Instituto Geral de Perícias (IGP) foi acionado para a ocorrência.

Outro acidente onde o operador teve a perna amputada

Um homem de 26 anos teve parte da perna amputada após ficar preso em uma máquina colheitadeira de forragem na zona rural de Juramento. De acordo com Corpo de Bombeiros, o jovem estava trabalhando  na fazenda Campo Grande na colheita de capim quando ocorreu o acidente.

Ainda de acordo com os militares, a vítima disse que o capim havia prendido a perna dele na máquina e em seguida, a colheitadeira puxou o capim com a perna junto prendendo ela nas engrenagens.

Segundo os Bombeiros, o trabalho de resgate durou cerca de duas horas e foram  utilizados equipamentos hidráulicos de corte e expansão para retirar a perna da engrenagem.

(Com informações TSX)

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com