Docilidade x Agressividade, importância de manejo racional do Nelore

Docilidade x Agressividade, importância de manejo racional do Nelore

manejo racional do nelore
Foto: Montagem Compre Rural

Nelore sempre foi sinônimo de animais extremamente reativos, mas criadores vem mostrando que tratamento é chave para mudança.

O bem-estar animal tem sido preocupação crescente entre pesquisadores, produtores e consumidores de todo o mundo que passaram a exigir com maior intensidade uma conduta humanitária no tratamento dos animais, no que diz respeito à produção, transporte e abate.

Pesquisas sobre o assunto

Há vários anos pesquisadores vem fazendo descobertas reveladores sobre o temperamento do nelore, principalmente fazendo o mapeamento do genoma e descobrindo como trabalhar com esses marcadores moleculares para produzir animais com alta docilidade.

Atenção dos produtores

A preocupação do produtor também vai de encontro com esse novo mercado, e a procura por animais dóceis é grande pois são muito mais produtivos e fáceis de lidar. Conhecer um pouco do comportamento dos animais e suas reações diante de determinadas situações, trazendo esses conhecimentos para o nosso benefício. Notamos, por exemplo, que o gado Nelore é reativo e não pró-ativo. Algumas vezes ele pode parecer bravo ou assustado, mas na verdade ele é alerta e é capaz de reagir a algum estímulo externo.

Consumidor

Isso é levado em conta pois cada dia mais as pessoas estão preocupadas com o que está chegando ao seu prato. A exigência de que o tratamento do gado seja mais humano é algo que está presente cada dia mais na cadeia de produção de carne tanto para o Brasil quanto para as exportações, por isso que o manejo racional tanto falado hoje em dia é levado muito à sério.

Manejo racional

“Essas vantagens são o resultado conjunto do manejo racional e do uso de animais geneticamente mais dóceis.” – palavra de um pecuarista. Em outra oportunidade falaremos sobre esse ponto importante que é tocado a todo instante em rodas de pecuária de corte, só vamos elencar alguns pontos importantes para se ter um manejo racional:

  • diminuir o estresse (para animais e humanos);
  • diminuir a probabilidade de acidentes com animais e trabalhadores ;
  • diminuir as perdas e danos de equipamentos;
  • melhorar significativamente a qualidade do trabalho;
  • melhorar a interação homem-animal;
  • utiliza-se o tronco de contenção;
  • diminuição na perda de vacinas, equipamentos ;
  • diminuição dos riscos de acidentes de trabalho;
  • melhora a rotina das atividades da fazenda.

Agora veja estes 2 vídeos, opostos que nos fazem pensar de como devemos proceder com a boiada.

Neste vídeo acima vemos claramente que o produtor está sempre junto dos animais, e não vemos nenhum tipo de stress não só do animal em primeiro plano como dos outros que estão próximos à cena.

Neste caso você vê claramente que o animal está estressado, de forma alguma esse é o modelo de manejo racional que você tem que tomar de exemplo por base.

Em outro vídeo vemos a capacidade e força do touro para tentar derrubar o vaqueiro e pular as tábuas do curral.

 

-- conteúdo relacionado --
Entidades buscam soluções jurídicas e políticas pa... As principais entidades representativas do setor agropecuário nacional estão tomando todas as medidas cabíveis junto aos Poderes Executivo, Legislativ...
Avicultura comemora conquistas que garantem segura... “A avicultura em MS caminha para mais alta profissionalização e atividade é promissora”, diz economista da Famasul Profissionalização. Esta é a palav...

Todo o conteúdo áudio visual do CompreRural está protegido pela legislação brasileira sobre direito autoral, sua reprodução é permitida desde que citado a fonte e com aviso prévio através do e-mail jornalismo@comprerural.com

PARTILHAR
Portal de conteúdo rural, nosso papel sempre será transmitir informação de credibilidade ao produtor rural.